Bolsas da Europa fecham em alta com balanços e PIB no foco

O PIB do primeiro trimestre de 2023 da zona do euro registrou alta de 1,3%, na comparação com o primeiro trimestre de 2022

Acompanhando parte da virada de humor nas bolsas de Nova York, os principais índices acionários do continente europeu fecharam o dia em alta. Resultados corporativos melhores que o esperado animaram os investidores, que também avaliaram os dados do produto interno bruto (PIB) da região.

O índice pan-europeu Stox 600 fechou em alta de 0,56%, a 466,64 pontos. Na bolsa de Frankfurt, o DAX subiu 0,77%, a 15.922,38 pontos, e o parisiense CAC 40 avançou 0,10%, a 7.491,50 pontos. Em Londres, o FTSE 100 teve alta de 0,50%, a 7.870,57 pontos.

Ações

Os ganhos da Electrolux – que fechou em forte alta de 15,51% – e de outras empresas que divulgaram resultados positivos referentes ao primeiro trimestre compensaram as perdas em ações de bancos, como as do NatWest, que caíram 3,75%. O índice Euro Stoxx 600 Banks, que reúne as ações dos principais bancos europeus, caiu 1,36%.

O retorno dos temores com o setor bancário veio após os fracos resultados do banco regional americano First Republic, divulgados no meio da semana. Apesar das preocupações, a CMC Markets tem uma leitura menos pessimista do cenário. “O futuro do First Republic Bank permanece em equilíbrio, pois busca garantir um pacote de resgate no fim de semana, com as ações pisando na água, tendo perdido 95% de seu valor nos últimos dois meses”, escreve Michael Hewson, analista da CMC.

Indicadores econômicos

Entre os dados do continente europeu o destaque hoje foi PIB do 1° trimestre da zona do euro, que registrou alta de 1,3%, na comparação com o primeiro trimestre de 2022, mostrando uma desaceleração ante o aumento anual de 1,8% registrado no quarto trimestre, segundo dados preliminares. Analistas do “The Wall Street Journal” esperavam um avanço de 1,4%.

Já o PIB da Alemanha caiu 0,1% no primeiro trimestre na comparação com o mesmo período de 2022, enquanto economistas consultados pelo “The Wall Street Journal” previam uma alta de 0,3%.

Agentes aguardam, agora, a decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), que sai na quinta-feira, um dia após a decisão do Federal Reserve (Fed, banco central americano) .

Leia a seguir

Leia a seguir