Bolsas da Europa fecham em queda com temores sobre setor bancário

Investidores se preparam para a próxima reunião do Banco Central Europeu (BCE), que acontece na semana que vem

Os principais índices acionários do continente europeu fecharam o dia no vermelho, em meio ao retorno da preocupação com o setor bancário, após os resultados trimestrais do First Republic Bank, nos Estados Unidos, decepcionarem os agentes e fazerem as ações despencarem.

Ao mesmo tempo, os investidores se preparam para a próxima reunião do Banco Central Europeu (BCE), que acontece na semana que vem.

Índices das bolsas europeias

O índice pan-europeu Stox 600 fechou em queda de 0,83%, a 463,21 pontos.

Na bolsa de Frankfurt, o DAX caiu 0,48%, a 15.795,73 pontos.

O parisiense CAC 40 recuou 0,86%, a 7.466,66 pontos.

Em Londres, o FTSE 100 teve queda de 0,49%, a 7.852,64 pontos.

O índice Euro Stoxx 600 Banks, que reúne as ações dos principais bancos europeus, teve queda de 0,16%.

Destaques

A preocupação com os bancos começou após o americano First Republic reportar uma queda acentuada nos depósitos em seu balanço trimestral, o que fez a companhia perder quase metade de seu valor na véspera em Wall Street e estender as quedas ainda na sessão de hoje.

Agora, os investidores voltam seus olhares para os Estados Unidos, ficando atentos aos resultados da Meta, do Facebook, que saem hoje, e “observando se o estresse [nas ações] do First Republic se estenderá” ainda mais, escreve o analista do Swissquote Bank, Ipek Ozkardeskaya.

No front dos dados econômicos, hoje o destaque na Europa ficou na Alemanha. O índice de sentimento do consumidor do país prevê que a confiança suba para -25,7 em maio, de uma revisão de -29,3 em abril, o nível mais forte desde o mesmo mês de 2022, segundo dados do GfK. A leitura foi melhor do que a previsão de consenso dos economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”, de -27,8.

Leia a seguir

Leia a seguir