Bolsas dos EUA fecham mistas com mercado ensaiando retorno à normalidade após crise bancária

Entre as ações do setor bancário, os bancos regionais tiveram destaque

Os principais índices de Wall Street fecharam sem direção única nesta segunda-feira (127). A notícia positiva foi a recuperação nos papéis do setor bancário, depois que, durante o fim de semana, o banco First Citizens anunciou a compra dos ativos do Silicon Valley Bank (SVB), que faliu recentemente.

O índice Dow Jones avançou 0,60%, enquanto o S&P 500 subiu 0,16%. Porém, o Nasdaq registrou queda de 0,47%.

Setor bancário sobe 3%

O setor financeiro foi destaque hoje, com o índice específico de bancos do S&P avançando 3,05% hoje, a 281,50 pontos. O First Citizens disparou 53,74% após comprar o SVB. Já o First Republic, outro banco que passou por problemas de liquidez recentemente, avançou 11,81%.

Já entre as grandes instituições financeiras dos EUA, o J.P. Morgan Chase subiu 2,87%, o Citigroup fechou em alta de 3,87% e o Bank of America valorizou 4,97%.

Para o economista-chefe do Goldman Sachs, Jan Hatzius, a recente crise bancária aumenta a chance de recessão nos EUA de 25% a 35%, mas não deve provocar uma desaceleração suficiente para que o Federal Reserve (Fed) afrouxe a política monetária agressivamente ainda este ano.

Diante dessa perspectiva, os Fed fund futures agora indicam quase 50% de chance para uma nova alta de juros pela autoridade monetária em maio, de menos de 20% na última sexta-feira, segundo análise do CME Group.

A expectativa por mais aperto monetário do Fed pesou sobre ações do setor de tecnologia, o que explica a queda do índice Nasdaq hoje, que concentra esses papéis.

Acordo para compra do SVB

No último fim de semana, o Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC), agência que serve como garantidora de depósitos bancários nos EUA, costurou um acordo para a compra do SVB ao First Citizens, 30° maior banco regional americano.

A notícia foi bem recebida pelos investidores, depois da forte turbulência que dominou os mercados na última semana.

“É um rali de alívio após a liquidação de sexta-feira”, disse Michael Hewson, analista-chefe de mercado da Mercados CMC.

“Também é a última semana do trimestre, então não acho que veremos os mesmos níveis de volatilidade”, completou, acrescentando que, embora ainda haja preocupações com o setor bancário, não houve manchetes negativas sobre o setor no fim de semana pela primeira vez em várias semanas.

Leia a seguir

Leia a seguir