Bolsas de Nova York fecham em alta depois de decisão surpresa do Banco do Japão

O Banco do Japão tem sido a única âncora que mantém as taxas de juros baixas, disse um analista

Os principais índices acionários de Nova York encerraram o dia com ganhos após a decisão surpresa do Banco do Japão (BoJ) de ajustar o controle da curva de rendimentos dos títulos de 10 anos e que acabou pressionando os rendimentos dos títulos globais nesta terça-feira.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,28%, a 32.849,74 pontos, enquanto o S&P 500 exibiu ganhos de 0,10%, a 3.821,62 pontos, e o Nasdaq subiu 0,01%, a 10.547,11 pontos.

Entre os índices setoriais do S&P 500, o setor de consumo discricionário foi o único que registrou perdas, com recuo de 1,16%.

Dólar

Ao fim da tarde, o índice DXY, que mede o peso do dólar ante seis moedas de mercados desenvolvidos, operava em queda de 0,72%, a 103,962 pontos.

Rendimentos globais impulsionados

A decisão do BoJ impulsionou os rendimentos globais, inclusive os dos Estados Unidos, que tiveram uma tendência de queda nas últimas semanas, após a inflação ter dado sinais de desaceleração. O rendimento da T-note de 2 anos avançava a 4,253%, ante 4,245% no encerramento anterior, enquanto o retorno da T-note de 10 anos sobe a 3,691%, de 3,586%.