Bolsas da Ásia sobem de olho em CPI dos EUA e ata do Fed; Hong Kong é exceção

Mercado aguarda a publicação do índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA e da ata da última reunião do banco central americano

Os principais índices acionários do continente asiático encerraram o dia em alta, com exceção da bolsa de Hong Kong, enquanto o mercado aguarda a publicação do índice de preços ao consumidor (CPI) dos Estados Unidos e da ata da última reunião do Federal Reserve (Fed, banco central americano). Investidores esperam encontrar, nos dados, uma sinalização mais clara sobre os caminhos que a autarquia irá seguir no seu próximo encontro, mês que vem.

Na bolsa de Tóquio, o índice Nikkei subiu 0,6%, para 28082,70 pontos, liderado por ganhos em ações de transporte, com o iene enfraquecendo e as perspectivas de aperto da política monetária do Fed e de outros bancos centrais diminuindo.

Na bolsa de Seul, por sua vez, o índice Kospi fechou em alta de 0,1%, a 2550,64 pontos, obtendo ganhos pela quarta sessão consecutiva, com as ações do setor automobilístico avançando. O sentimento do investidor foi sustentado pelas expectativas de que o ciclo de política mais restritiva do Banco da Coreia (BoK) pode estar chegando ao fim depois que ele interrompeu seus aumentos de taxa pela segunda vez em abril. Contudo, a cautela antes dos dados de inflação nos EUA limitaram o clima otimista.

Na China continental, o índice Xangai Composto ganhou 0,4%, fechando em 3.327,18 pontos. A redução da inflação em março diminuiu as esperanças de alguns investidores, pois indicou que o ímpeto de recuperação pós-covid continua fraco. O setor de telecomunicações, que acumulou enormes ganhos até agora este ano, foi o destaque positivo.

Já o índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 0,9%, para 20309,86 pontos, recuando dos ganhos de terça-feira. Os gigantes de tecnologia chineses lideraram as perdas. A desenvolvedora de videogames Tencent caiu 5,15%, enquanto a plataforma de comércio eletrônico JD.com caiu 3,5% e a rival Alibaba perdeu 3,3%. A empresa de entrega de alimentos Meituan também caiu 3,25%.

Leia a seguir

Leia a seguir