Bolsas da Ásia fecham mistas após relatório de empregos dos EUA na volta do feriado

Indicadores econômicos da China estão no foco dos investidores asiáticos após payroll dentro do consenso

Na volta do feriado de Páscoa, os principais índices acionários do continente asiático encerraram os negócios seguindo caminhos mistos, após a publicação do relatório de empregos dos Estados Unidos, na sexta-feira. O documento mostrou que os EUA criaram 236 mil empregos no mês passado, uma desaceleração em relação aos 326 mil de fevereiro e ligeiramente abaixo das expectativas dos economistas. Ao mesmo tempo, investidores também operaram em compasso de espera no aguardo por indicadores chineses que saem no final do dia.

Na bolsa de Seul, o índice Kospi subiu 0,9%, fechando em 2512,08 pontos, liderado pelos ganhos das ações de empresas fabricantes de baterias e semicondutores, enquanto investidores aguardam a decisão de política monetária do Banco da Coreia (BoK, banco central). A SK Innovation, controladora da fabricante de baterias EV SK On, ganhou 7,7%.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei subiu 0,4% para 27633,66 pontos, liderado por ganhos nos ações relacionadas a jogos, com o iene enfraquecendo e as preocupações com uma possível flexibilização do aperto monetário do Federal Reserve (Fed, banco central americano), após os dados de emprego de sexta-feira. Indicadores econômicos estão no foco dos investidores.

Já na China continental, o índice Xangai Composto fechou em baixa de 0,4%, em 3315,36 pontos. As perdas ocorrem por conta de um certo arrefecimento do otimismo com a reabertura da China e, também, à espera da publicação dos dados de inflação ao consumidor e ao produtor de março, que saem mais tarde.

A Bolsa de Hong Kong, por sua vez, não abriu nesta segunda-feira ainda em razão do feriado. Na sessão anterior, o índice Hang Seng, referência da Bolsa, havia fechado em alta de 0,28%, aos 20.331,20 pontos.

Leia a seguir

Leia a seguir