Bolsas da Ásia fecham no vermelho em meio à crise do Credit Suisse

Principais índice da China, Coreia do Sul e Japão fecharam em queda nesta segunda-feira

Os principais índices acionários do continente asiático encerraram o dia no vermelho, sob impacto dos acontecimentos do fim de semana no setor bancário, após o UBS fechar a aquisição do Credit Suisse, e o Federal Reserve (Fed, banco central americano) anunciar uma ação coordenada com outros cinco bancos centrais para garantir liquidez global.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, fechou em queda de 2,65%, a 19.000,71 pontos, com o sentimento negativo pesando no mercado, principalmente nos papéis ligados a bancos. As ações do HSBC Holdings caíram 6,2% e as do Standard Chartered recuaram 7,3%.

Na China, além da questão bancária, o índice Xangai Composto também teve suas perdas impulsionadas pelas perdas nas ações do setor de telecomunicações, que liderou as quedas, com a China Mobile caindo 9,0% e a China Telecom Corp. caindo 10,0%. As empresas farmacêuticas também pesaram, com a Jiangsu Hengrui Medicine fechando com queda de 1,0%. Já as fabricantes de chips tiveram desempenho superior, com a Naura Technology subindo 2,7% e a Tongwei Co. ganhando 0,7%.

No Japão, o índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, caiu 1,4%, para 26945,67. Os papéis foram arrastados para o vermelho com as quedas nas ações relacionadas a transporte e semicondutores, uma vez que as preocupações com a turbulência no setor bancário global obscureceram as perspectivas econômicas. A Lasertec caiu 5,8% e a Mitsui O.S.K. recuou 3,7%. Enquanto isso, a Toyota Industries caiu 11% depois de suspender as remessas domésticas de algumas empilhadeiras devido à possível violação dos regulamentos de emissão.

Por sua vez, o índice de referência da Coreia do Sul, Kospi, fechou em queda de 0,7%, a 2379,20, após uma sessão mista. As ações de eletrônicos e baterias para veículos elétricos recuaram, enquanto as ações do varejo e do consumidor avançaram. A gigante de eletrodomésticos LG Electronics caiu 3,4% e a fabricante de baterias elétricas LG Energy Solution perdeu 1,6%. O peso pesado do índice, Samsung Electronics, caiu 1,8%. Enquanto isso, Hotel Shilla e Shinsegae Co. subiram 2,6% e 2,2%, respectivamente.

Leia a seguir

Leia a seguir