Bolsas da Ásia operam em queda com atenção sobre juros nos EUA e perigo de recessão

Investidores temem aperto monetário do Fed maior que o imaginado anteriormente, e efeito dominó em outros bancos centrais

As principais bolsas de valores da Ásia operam em queda nesta quarta-feira (22) atingidas pelos temores generalizados relacionados às ações do banco central dos Estados Unidos.

Os investidores avaliam que o Fed pode puxar para cima os juros, arrastando outros bancos centrais na mesma direção, o que ocasionaria recessão mundo afora.

Japão

Na Bolsa de Tóquio, o índice referencial Nikkei recua 1,0%, puxado pelas ações de empresas de eletrônicos e tecnologia, setores da pauta exportadora japonesa muito dependentes do vigor do mercado externo.

Coreia do Sul

Na Bolsa de Seul, o referencial Kospi, cai 1,2% na sessão, acompanhando o declínio de Wall Street durante a noite devido às crescentes preocupações de que o Fed possa manter as taxas de juros mais altas por mais tempo. As ações de tecnologia e financeiras lideram o recuo.

Hong Kong

Na Bolsa de Hong Kong, o índice de referência Hang Seng perde 0,1%, após a liquidação de Wall Street durante a noite. As ações de tecnologia continuaram caindo à medida que a concorrência se intensifica entre os gigantes chineses.

China Continental

Na China Continental, os mercados acompanham as perdas desta quarta-feira na Ásia, com o referencial da Bolsa de Xangai, o índice Xangai Composto, recuando 0,4%.

Na Bolsa de Shenzhen, o Shenzhen Composto também cai 0,4%, enquanto o índice ChiNext, que rastreia startups e empresas de tecnologia, perde 0,8%.