Bolsas da Ásia fecham mistas com temores relacionados ao desempenho da economia global

O movimento das bolsas asiáticas é reflexo do observado em Nova York na quarta, quando as bolsas americanas voltaram a anotar perdas

Os mercados acionários asiáticos encerraram a sessão desta quinta-feira (6) sem sinal único, com viés de baixa, na medida em que os agentes financeiros observam os riscos ao crescimento da economia global, após novos dados mostrarem fraqueza da atividade nos Estados Unidos.

O movimento das bolsas asiáticas é reflexo, inclusive, do observado em Nova York ontem, quando as bolsas americanas voltaram a anotar perdas. As sessões, porém, já enfrentam liquidez reduzida, diante da proximidade da Páscoa.

Japão

O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, fechou em queda de 1,22%, aos 27.472,63 pontos.

Os dados econômicos mais fracos nos EUA, sobretudo relativos ao setor de serviços, intensificaram no mercado as preocupações de que a postura agressiva de aperto monetário do Federal Reserve (Fed) e de outros bancos centrais possa levar a economia americana a uma recessão.

Além disso, temores relacionados à postura do Banco do Japão (BoJ) também começam a entrar no radar dos agentes do mercado. As ações da Mazda Motor caíram 5,0% e as da Lasertec recuaram 4,9%.

Coreia do Sul

Na Bolsa de Seul, o índice Kospi recuou 1,44%, aos 2.459,23 pontos, ao ser influenciado, em especial, pelas ações de tecnologia.

As preocupações com a economia global recaíram sobre o sentimento dos participantes do mercado e levaram os investidores a realizarem lucro após dois dias consecutivos de ganhos na bolsa sul-coreana.

As ações da Samsung Electronics perderam 2,5%, enquanto a fabricante de chips SK Hynix viu seus papéis cederem 1,0%. Por outro lado, a Hybe, controladora do grupo de k-pop BTS, viu suas ações saltarem 7,5%, depois de um dos membros do grupo liderar o principal ranking de músicas dos EUA.

China

Na China, as ações encerraram a sessão sem um sinal único, ao darem continuidade ao padrão de negócios mais fraco vistos na semana. O índice referencial Xangai Composto terminou o dia estável, ao fechar com 3.312,63 pontos, enquanto o Shenzhen Composto também terminou o dia praticamente estável.

As mineradores de metais preciosos chinesas tiveram um desempenho positivo na sessão, na medida em que os preços do ouro têm se firmado acima de US$ 2 mil, em meio ao sentimento global de aversão a risco. Os papéis da Zhongjin Gold saltaram 4,5% e os da Shandong Gold-Mining dispararam, ao subirem 9,2%.

Leia a seguir

Leia a seguir