Ibovespa sobe 0,62% com alta de Petrobras (PETR4) e petroleiras; dólar cai a R$ 4,96

Ibovespa surfa alta das petroleiras com destaque para Petrobras (PETR3;PETR4); dólar tem leve queda e vai a R$ 4,96

A bolsa de valores hoje operou em alta por todo o pregão, ganhando fôlego na reta final do dia. As petroleiras deram suporte à alta do Ibovespa hoje, com valorização das ações da Petrobras (PETR3;PETR4) e Prio (PRIO3) principalmente. Assim, o índice registrou avanço de 0,62% nesta quinta-feira (15), aos 127.804,13 pontos.

O dólar, por outro lado, teve uma queda discreta contra o real. A moeda norte-americana sentiu efeito do recuo dos Treasuries no exterior, que caíram diante de dados mistos da economia norte-americana. O mercado está mais otimista com cortes de juros na Europa, principalmente com a economia da Inglaterra em recessão.

Confira destaques da bolsa de valores e do Ibovespa hoje. Na quarta-feira, o índice fechou em queda de 0,79%.

Ibovespa hoje

O Ibovespa hoje surfou alta graças ao avanço das ações das petroleiras, tanto da estatal Petrobras como das privadas.

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3) subiram 2,67%, enquanto o ativo preferencial (PETR4) teve ganho de 2,83%.

As petroleiras operaram no campo positivo, diz Helder Wakabayashi, analista da Toro investimento, porque o preço da commodity no exterior subiu. “Vimos o barril Brent revertendo a queda do início de pregão em valorização nesta quinta-feira. Isso, portanto, levou as petroleiras a contribuírem com mais ou menos 500 pontos positivos para o Ibovespa”, comenta.

Do lado das petroleiras privadas, a Prio (PRIO3) subiu 4,68%. Já a PetroReconcavo (RECV3) teve alta de 4,33% e a 3R Petroleum (RRRP3) registrou avanço de 2,65%.

Por outro lado, os papéis da B3 (B3SA3) caíram 1,24% na esteira da divulgação de prévia operacional da empresa, que foi mal recebida pelo mercado. A Vale (VALE3) recuou após previsões do Itaú BBA de que a empresa pode aumentar o valor de provisões a vítimas do desastre de Mariana (MG).

Dólar acompanha bolsa de valores hoje

A moeda norte-americana fechou em queda na bolsa de valores hoje, após um início de pregão instável, à espera de dados dos Estados Unidos. O dólar hoje recuou 0,07%, cotado a R$ 4,9686.

No cenário global, o dólar perdeu força principalmente contra o euro, à medida em que o mercado aumentou o otimismo com bolsas da Europa. A expectativa de cortes de juros na zona do euro subiu com dados vindos da economia do Reino Unido que apontam para recessão.

Assim, o índice DXY, que mede a força do dólar contra uma cesta de moedas de economias desenvolvidas, cedeu 0,42%, cotado a 104,08 pontos.

Melhores ações da bolsa de valores hoje

Considerando todos os índices da Bovespa, a melhor ação da bolsa de valores nesta quinta-feira (15) foi a da Enauta, petroleira que aproveitou a alta do Brent para subir 7,74% na bolsa de valores.

As ações da Usiminas (USIM3;USIM5) fizeram uma dobradinha no ranking de melhores da bolsa.

Confira a seguir as cinco principais ações em alta na bolsa. A lista tem como critério incluir apenas papéis cujo volume total de transações correspondeu a R$ 1 milhão ou mais durante o pregão:

  1. Enauta ON (ENAT3): +7,74%
  2. Log-In ON (LOGN3): +7,55%
  3. PDG ON (PDGR3): +6,06%
  4. Usiminas ON (USIM3): +5,99%
  5. Usiminas PNA (USIM5): +5,56%

Piores ações da Bovespa

A Recrusul ON (RCSL3) registrou a maior baixa da bolsa de valores, com queda de 13,99% na Bovespa. Além disso, a ação preferencial da companhia (RCSL4) registrou forte queda, de -9,09%, nesta quinta.

Veja as ações com maiores quedas na bolsa. O ranking segue o mesmo critério da lista de ações em alta.

  1. Recrusul ON (RCSL3): -13,99%
  2. Recrusul PN (RCSL4): -9,09%
  3. Americanas ON (AMER3): -5,00%
  4. Grupo SBF ON (SBFG3): -4,28%
  5. Gafisa ON (GFSA3): -3,31%

As cotações foram obtidas às 19h.

Bolsas de Nova York

As Bolsas de Nova York fecharam em alta hoje, com o Nasdaq mostrando ímpeto mais moderado após as gigantes de tecnologia em valor de mercado recuarem.

Entre as que enfrentam maior pressão, a Alphabet cedeu com traders repercutindo a notícia de que a OpenAI está desenvolvendo uma ferramenta de pesquisa para disputar espaço com o Google.

Mesmo com as grandes pressionadas, a SoundHound AI saltou mais de 60% com revelação de que recebeu investimentos da Nvidia. Os bancos tiveram alta generalizada. O Wells Fargo ficou em destaque após o fim de restrições para a instituição.

O índice Dow Jones subiu 0,91%, aos 38.773,12 pontos. O S&P 500 ganhou 0,58%, aos 5.029,73 pontos, um novo recorde de fechamento. O Nasdaq teve um desempenho represado e computou alta de 0,30%, aos 15.906,17 pontos.

Bolsas da Europa

As bolsas europeias fecharam em alta nesta quinta-feira com balanços em foco.

O mercado londrino resistiu no campo positivo, mesmo após o dado que mostrou que a economia britânica entrou em recessão técnica no fim do ano passado.

Entre as empresas que reportaram resultados, o banco alemão Commerzbank subiu com lucro acima das expectativas. A Airbus recuou com o desempenho misto no quarto trimestre desencadeando uma realização da valorização acumulada desde o início deste ano.

Em Londres, o FTSE-100 subiu 0,38%, aos 7.597,53 pontos. O Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido encolheu 0,3% no quarto trimestre de 2023 ante os três meses anteriores.

No continente, em Paris, o CAC-40 encerrou o pregão em alta de 0,86%, aos 7.743,42 pontos, enquanto o DAX, de Frankfurt, avançou 0,60%, aos 17.046,69 pontos. Já o FTSE MIB, de Milão, ganhou 1,17%, aos 31.694,44 pontos, ajudado pelo salto da Stellantis (+6,48%).

Por fim, o Ibex-35, de Madri, subiu 0,05%, aos 9.921,10 pontos. E o PSI 20, de Lisboa, terminou o pregão com variação positiva de 0,44%, aos 6.127,10 pontos.

Com informações do Estadão Conteúdo