Azul, Gol e Magalu lideram altas na bolsa; Petrobras, Vale e Itaú sobem firme

Durante a tarde, entre as ações da carteira do Ibovespa, apenas Minerva operava em queda

A bolsa brasileira operava em forte alta desde os primeiros negócios desta terça-feira (11) embalada pela desaceleração da inflação em março e a perspectiva de que o Copom (Comitê de Política Monetária) pode finalmente sinalizar na reunião de maio que pode iniciar o ciclo de cortes da Selic.

Sinais positivos do governo, de que o projeto do novo arcabouço fiscal terá ‘amarras’ para evitar mudança de metas para contas públicas, também favorecem os negócios.

Por volta das 16h15, o Ibovespa saltava mais 4%, aos 106 mil pontos. Entre as principais altas estavam as ações das aéreas e das varejistas. Também se destacavam papéis de grande de peso no índice. Além disso, apenas uma ação da carteira do Ibovespa caía no horário.

Entre as maiores altas da bolsa estavam: Gol (15,98%), Azul (12,88%), Magazine Luiza (12,24%), Lojas Renner (10,09%) e MRV (9,68%)

Entre as de maior peso no Ibovespa avançavam: Vale (5,51%), Petrobras ON (4,10%), Petrobras PN (4,41%), Itaú (3,16%) e Bradesco (4,48%)

No campo negativo das ações da carteira do índice figurava apenas Minerva (-1,09%). São Martinho e Taesa rondavam a estabilidade, no zero a zero, entre leves perdas e ganhos.

Leia a seguir

Leia a seguir