Melhores ações: Magalu (MGLU3) e Soma (SOMA3) se destacam com varejo subindo em bloco

Klabin e Braskem lideram lista de ações em baixa do Ibovespa; saiba mais

A lista de ações em alta na bolsa hoje entre as que compõem o Ibovespa tem o setor de varejo subindo em bloco. Assim, algumas das maiores varejistas da bolsa emplacaram ganhos importantes nesta sexta-feira.

O bom momento vem em linha com a queda dos juros futuros nos EUA e no Brasil, depois do discurso do presidente do Fed, Jerome Powell. A percepção do mercado é de que um recuo definitivo nas taxas de juros está próximo, o que aumentou o apetite por ativos de risco.

Nesse sentido, empresas intensivas em capital e com alto endividamento se beneficiam mais, o que compreende especialmente as varejistas.

Além disso, o setor voltou a subir depois de quedas relacionadas à aprovação do difal, que é o diferencial de alíquota. Neste caso, o STF autorizou, na última quarta-feira, a cobrança do difal de ICMS pelos estados a partir de abril de 2022.

Veja as ações com as maiores altas

  • Cielo (CIEL3) +7,96%
  • Magazine Luiza (MGLU3) +7,43%
  • Grupo Soma (SOMA3) +7,37%
  • Embraer (EMBR3) +6,23%
  • IRB (IRBR3) +6,20%
  • Pão de Açúcar (PCAR3) +5,07%
  • Petz (PETZ3) +4,60%
  • Usiminas (USIM5) +4,58%
  • CSN (CSNA3) +4,51%
  • CVC (CVCB3) +4,17%

A lista contempla apenas ações do Ibovespa.

Quedas

Por outro lado, entre as que mais caíram, destaque para Klabin (KLBN11: -6,25%), que passou a ter recomendação de venda do Itaú BBA por conta de projeções menos favoráveis para o setor de papel e celulose em 2024.

Nesse sentido, outra companhia que ficou entre as maiores quedas foi a Braskem (BRKM5: -5,85%), que está no foco de um problema ambiental grave em Maceió. Uma mina da empresa na capital do Alagoas se movimentou mais de 1 metro em dois dias e tem alertado a comunidade para o risco de um desastre.