Ações em alta: SLC Agrícola (SLCE3)ganha 4% em dia de queda no Ibovespa

SLC Agrícola (SLCE3) salta após aquisição de participação relavante pela família Maggi-Scheffer e lidera ações em alta

A SLC Agrícola (SLCE3) liderou o bloco de ações em alta no Ibovespa nesta quarta-feira (17) após subir quase 4%. O mercado premiou o papel do setor agro com logo após a família Maggi-Scheffer adquirir uma participação relevante na empresa. O clã adquiriu participação de 5,4% na SLC Agricola (SLCE3), marcando a segunda alta consecutiva do papel na bolsa.

Por outro lado, a ação com maiores perdas no dia foi a 3R Petroleum (RRRP3). A petroleira privada, que acumula alta no mês, sofreu impacto da queda do petróleo no cenário internacional. Além disso, a companhia teve fluxo de vendas num movimento de realização de lucros.

SLC Agrícola (SLCE3), Locaweb (LWSA3); veja mais ações em alta

A ação da SLC Agrícola teve fluxo positivo no Ibovespa hoje e terminou o pregão em alta de 3,87%. O clã Maggi-Scheffer, que adquiriu um bloco de quase 23,8 milhões de ações ON (SLCE3) e elevou assim sua participação para 5,36% do capital da companhia, é uma famílias mais tradicionais do agronegócio.

As empresas do grupo tem presença nos estados de Mato Grosso, Maranhão e Pará, além de manter uma produção de algodão na Colômbia.

“Basicamente, para o agronegócio, a família Maggi-Scheffer é a mais importante do país. Enquanto os Maggi são um grupo mais ligado ao Grupo Bomfuturo, os Scheffer são um dos mais relevantes em termos de área em exploração”, indica Gabriel Boente, analista de commodities da Varos Research.

É uma aquisição que, portanto, foi bem-vista pelo mercado. A compra de fatia relevante na SLC pela família será analisada pelo CADE (Conselho de Administração e Defesa Econômica).

A segunda maior alta do dia foi a da Natura (NTCO3). A ação saltou 2,63%, porque o ativo, de acordo com Elcio Cardoso, analista e sócio da Matriz Capital, segue em tendência de alta após o grupo ter vendido a rede BodyShop para um fundo de equity britânico.

“Recentemente, a companhia vendeu a marca, fato que trouxe otimismo para alguns analistas do mercado sobre o papel”, diz Cardoso.

Na terceira posição, a MRV (MRVE3) se recuperou de baixas sucessivas na bolsa de valores após rumores de revisão de guidance. Nesta quarta-feira (17), contudo, a empreiteira divulgou uma nota desmentindo boatos, e as ações subiram 1,80%. Mesmo assim, a MRV despenca quase 30% no acumulado de janeiro.

Top 10 ações em alta do Ibovespa nesta quarta-feira (17)

  1. SLC Agrícola ON (SLCE3): +3,87%
  2. Grupo Natura ON (NTCO3): +2,63%
  3. MRV ON (MRVE3): +1,80%
  4. Locaweb ON (LWSA3): +1,66%
  5. Ultrapar ON (UGPA3): +1,65%
  6. TIM ON (TIM): +1,46%
  7. BB Seguridade ON (BBSE3): +1,28%
  8. Localiza ON (RENT3): +1,09%
  9. Santander UNIT (SANB11): +1,04%
  10. Cogna Educação ON (COGN3): +0,94%

3R Petroleum (RRRP3) cai 4% com realização de lucro e petróleo

Na ponta oposta das ações em alta, a 3R Petroleum (RRRP3) liderou perdas no Ibovespa. Assim, o papel sofreu com a queda dos preços de petróleo no cenário internacional e forte fluxo vendedor, que buscou realizar lucros.

As ações da 3R Petroleum (RRRP3) surfaram altas nos últimos dias, após a divulgação de dados operacionais da empresa indicarem produção de barris de óleo recorde em dezembro.

Além da petroleira, outra ação que caiu após sucessivas altas foi a de Pão de Açúcar (PCAR3). Na segunda-feira, o papel decolou 22% em meio a rumores de follow-on para captar R$ 1 bilhão.

Nesta quarta-feira, contudo, a ação (PCAR3) caiu 3,78%, diminuindo a alta acumulada de quase 13% no mês.

Por fim, a empresa de arrendamento de caminhões Vamos (VAMO3) teve queda de 3,55% na ação listada no Ibovespa. Foi a terceira maior baixa do dia.

Top 10 piores ações do Ibovespa nesta quarta-feira (17)

  1. 3R Petroleum ON (RRRP3): -3,97%
  2. Pão de Açúcar ON (PCAR3): -3,78%
  3. Vamos ON (VAMO3): -3,55%
  4. BRF S.A ON (BRFS3): -3,53%
  5. Hapvida ON (HAPV3): -3,37%
  6. Rumo S.A ON (RAIL3): -3,29%
  7. CVC Brasil ON (CVCB3): -3,04%
  8. Braskem PNA (BRKM5): -2,93%
  9. Siderúrgica Nacional ON (CSNA3): -2,91%
  10. Azul PN (AZUL4): -2,91%