Ações do Manchester United sobem em NY com notícia de nova proposta de banqueiro do Catar

A família Glazer quer 6 bilhões de libras pelo Manchester United

As ações do Manchester United sobem 4,38% no pré-mercado da Bolsa de Nova York (Nyse) após notícias que o banqueiro catari Sheikh Jassim Bin Hamad Al Thani aumentou sua proposta para comprar o clube de futebol inglês.

O jornal britânico “The Guardian” afirma que a proposta chegou a US$ 5,5 bilhões na última rodada de negociações que aconteceu no mês passado, citando fontes com conhecimento das conversas.

A batalha pelo famoso clube, um dos maiores do mundo em termos de alcance e receitas, já dura meses. Em novembro do ano passado, os atuais donos, herdeiros do empresário americano Malcolm Glazer, começaram a avaliar a venda do time.

O bilionário Jim Ratcliffe, dono do conglomerado químico Ineos Group, era um dos favoritos para comprar o clube após a última rodada de negociações. A família Glazer quer 6 bilhões de libras pelo Manchester United.

O time atualmente está na 4ª colocação da Premier League, o campeonato inglês de futebol, com três rodadas para o fim do campeonato. Isso garantiria classificação para a Liga dos Campeões da Uefa e um impulso nas suas receitas.