Ações da Braskem (BRKM3; BRKM5) fecham com alta de mais de 20% após novidades sobre compra da empresa

ADNOC e Apollo fizeram uma apresentação dos planos aos bancos credores da Novonor, controladora da petroquímica, segundo fontes

As ações preferenciais classe A (PNA) da Braskem (BRKM5) fecharam em alta de 23,62% nesta sexta-feira (5), cotados a R$ 23,76. Os papéis, que chegaram a 40% de valorização, entraram em leilão após a notícia de que a Empresa Nacional de Petróleo de Abu Dhabi (ADNOC) se juntou à gestora americana Apollo para fazer uma proposta de compra de 100% da petroquímica brasileira.

Os papéis ordinários da Braskem também subiram consideravelmente, registrando alta 24,35%, e terminando o dia cotados a R$ 24. A empresa liderou as altas na bolsa nesta sexta entre companhias que movimentaram milhões de reais, ou mais do que isso.

Proposta

Segundo apurou o Valor com fontes próximas às tratativas, ADNOC e Apollo fizeram uma apresentação dos planos nesta manhã (05) aos bancos credores da Novonor, controladora da petroquímica.

Na reunião, as potenciais compradoras se comprometeram a formalizar uma oferta por 100% dos papéis da petroquímica, pagando R$ 47 por ação, e afirmaram que a ideia é usar a Braskem como plataforma para os negócios de petroquímica nas Américas.

A oferta será estendida à Petrobras, segunda maior acionista da Braskem, e aos demais investidores da petroquímica.