Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4) se destacam após queda no preço do querosene e redução de impostos

Confira o desempenho das aéreas na bolsa nesta quinta (1)

As ações das companhias aéreas registraram forte alta na bolsa nesta quinta-feira (1) por conta do anúncio de redução do preço do combustível de aviação e sanção de projeto de lei que garante isenção para empresas do setor de turismo até 2026.

Com isso, a Gol (GOLL4) avançou 5,77%, cotadas a R$ 8,80. A Azul (AZUL4) subiu 5,93%, a R$ 17,85.

A Petrobras (PETR3; PETR4) anunciou redução média de 12,6% no preço do querosene de aviação (QAV), que representa boa parte dos custos das aéreas, com os novos preços valendo já a partir desta quinta. A queda é a quarta seguida e redução acumulada em 2023 é de 35%.

No ano, as ações da Azul sobem mais de 62%. Já a Gol avança quase 20%.

Redução de impostos

Além disso, o presidente Lula sancionou lei de redução de impostos PIS/Cofins para o setor de turismo na última quarta (31), alguns dias depois de a lei ter sido aprovada no Senado. O texto estende até 2026 o programa de redução dos impostos, que vigorou a partir de janeiro deste ano e terminaria em março.

O programa de incentivo foi criado em 2021, ainda sob Bolsonaro, para reduzir o impacto da pandemia sobre os resultados das empresas do setor.

Além do preço do combustível, as aéreas foram impactadas pelos resultados dos balanços do primeiro trimestre, que teve números melhores que o esperado.

Outra empresa da bolsa beneficiada pela extensão do programa é a CVC, que avança 4,14%, a R$ 3,52. No ano, os papéis recuam 20,71%.