1,3 mil pesos: dólar paralelo bate novo recorde na Argentina

A alta registrada hoje e que bateu 1.300 pesos foi a quinta consecutiva e segue tendência vista nas cotações dos dólares usados pelo mercado financeiro

O dólar paralelo na Argentina atingiu novo recorde hoje, ao ser negociado a 1.300 pesos, segundo levantamento do canal de televisão “TN”, uma alta de 20 pesos no dia. O recorde de hoje já havia sido registrado no dia 23 de maio.

A alta registrada hoje foi a quinta consecutiva e segue tendência vista nas cotações dos dólares usados pelo mercado financeiro. Com a subida registrada hoje, o dólar MEP, uma das cotações usadas pelo mercado, aumentou 5%, enquanto o dólar paralelo subiu 6%.

O ministro da Economia da Argentina, Luis Caputo, disse que as altas foram motivadas por questões políticas, em referência às negociações para a aprovação da Lei de Bases no Congresso.

Caputo também foi às redes hoje desmentir boatos de que iria promover uma desvalorização do dólar oficial, que pode ter influenciado na movimentação do mercado argentino.

“Diante dos rumores infundados, esclarecemos com Santiago Bausili que, caso a Lei de Bases seja aprovada, a redução do imposto país NÃO está associada a nenhuma desvalorização”, disse Caputo no X (Twitter).

Com a alta do dólar paralelo, a diferença entre a cotação do câmbio com o dólar oficial chegou a 44%.

Com informações do Valor Econômico