O melhor investimento para seu filho

Não adianta pagar pequenas fortunas para a escola e não ter tempo de conversar com os professores e acompanhar a vida escolar dos pequenos

É muito fácil falar sobre a educação dos filhos… dos outros. Quando o assunto é investimentos, então, você pode apurar uma boa grana dando pitaco sobre as melhores formas de investir para as crianças.

Mas este é um assunto tão sério que tem ocupado a mente de pesquisadores e economistas em muitas universidades por todo o mundo. E vai além de cifras.

Por isso, me chamou atenção a entrevista com o economista do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre), André Braz, que faz parte do time que calcula a família dos IGPs.

Ele diz que, tradicionalmente, o reajuste das mensalidades escolares costuma pressionar os índices de preços, porque as correções sempre ficam acima da inflação passada. Ou seja, tem um aumento real e não uma correção de preços.

As mensalidades escolares têm um peso de 3,5% na média no orçamento das famílias e, portanto, na composição do índice.

Por que as escolas reajustam acima da inflação?

Desconfio que a direção da escola sabe que, para os pais, é muito difícil trocar o filho de escola, principalmente se o motivo for financeiro. Afinal, educação é o melhor investimento que você pode fazer para seu filho.

Ocorre que o principal ingrediente para o investimento em educação é a participação dos pais. Vários estudos comprovam esta tese. O livro “O Valor do Amanhã”, do economista Eduardo Giannetti, mostra alguns estudos neste sentido. Há vários outros exemplos.

E o grande paradoxo é: se as mensalidades escolares pressionarem muito seu orçamento, elas acabam por roubar seu tempo com seu filho. E aí, como fica?

Essa discussão é complexa demais para esgotarmos numa coluna. Ainda falaremos muito sobre este tema e espero suas considerações e questões para avançarmos.

Por enquanto, fica a reflexão: se o valor da mensalidade escolar crescente faz com que você tenha que se desdobrar em horas extras, por exemplo, para completar o orçamento… Ela está ajudando ou não o investimento na educação do seu filho? Não seria a hora de trocar de escola?

Os estudiosos dizem que quem despertará o gosto do seu filho pela leitura não será necessariamente a escola ou mesmo a quantidade de livros que você tem em casa. Mas fundamentalmente o seu exemplo.

Ler com seu filho fará mais pela educação dele do que simplesmente ele acompanhar as recomendações da escola.

Não adianta muito você pagar pequenas fortunas para a escola e não ter tempo de conversar com os professores e acompanhar a vida escolar do seu filho.

Ou seja, em outras palavras, você é o melhor investimento para seu filho e, pode apostar, isso custa muito caro. Você está disposto a pagar?