Cuidado: Desenrola Brasil já é alvo de golpistas; saiba o que fazer

Dicas simples, como dobrar a atenção a alguns detalhes, podem evitar grandes problemas

Você já deve ter ouvido falar no Desenrola Brasil (Programa Emergencial de Renegociação de Dívidas de Pessoas Físicas Inadimplentes), que foi lançado no final de junho pelo Ministério da Fazenda.

De uma maneira bem simples, o Desenrola nasceu para que endividados possam quitar suas dívidas com desconto ou parcelar seus débitos com juros de, no máximo, 1,99% ao mês.

Se você se interessou pelo programa, deve procurar diretamente os bancos participantes e não aceitar ajuda de intermediários, alerta o governo federal e a Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Por quê?

Isso porque o motivo do alerta é que criminosos já estão usando o nome do programa para aplicar golpes virtuais nos endividados.

Os meios mais usados são os de sempre: links falsos e engenharia social (técnicas utilizadas pelos golpistas para enganar as pessoas de forma que elas mesmas forneçam dados confidenciais e eventualmente até transfiram dinheiro).

Procure os canais oficiais dos bancos

De acordo com a Febraban, os interessados devem buscar informações apenas nos canais oficiais dos bancos que aderiram ao programa. Esses canais são as agências, internet banking e os aplicativos bancários.

Mas se decidir negociar via internet banking, tome outro cuidado adicional e nunca clique em links enviados por meio de e-mails, Whatsapp, SMS, etc. Digite você mesmo o endereço da instituição financeira no navegador.

Não aceite propostas de pagamentos com melhores condições de renegociações que venham de fora do banco

Adriano Volpini, diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da Febraban

Além disso, se o cliente desconfiar de proposta ou valor, entre em contato com o banco.

Outro ponto que merece atenção é que apenas após a formalização do contrato de renegociação a pessoa poderá ter os valores debitados da conta, dentro das datas acordadas.

Desse modo, caso a cobrança seja feita por boleto, é importante conferir se no documento existe a informação para o cliente entrar em contato com os canais oficiais do banco se houver a desconfiança de alguma proposta ou valor.

A Febraban também alerta que a entidade não envia comunicado para renegociar dívidas no Programa Desenrola Brasil. Porém, se receber mensagem com o logotipo da entidade e/ou de bancos, o cliente deve descartá-la e entrar em contato com os canais oficiais da instituição financeira, como agência, internet banking e aplicativo bancário.

Veja dicas de segurança para diferenciar sites legítimos de falsos

Imagem de dois homens sentados diante de um computador. Um deles está enviando dinheiro e dados para um golpista virtual
Não clique em links desconhecidos com ofertas tentadoras (Ilustração: Freepik)

1. Verifique atentamente o endereço do site

Muitas vezes, o golpista usa domínios com grafia parecida com a empresa pela qual ele está tentando passar.

Digite o endereço da empresa direto no navegador.

3. Verifique o layout do site

Se há erros de grafia, uso excessivo de maiúsculas ou caracteres especiais, layout mal formatado.

4. Cuidado com selos de segurança

Em alguns casos, o golpista usa de elementos visuais que passam confiança como selos de segurança.

Entenda o que é o programa Desenrola

O Desenrola Brasil é um programa do governo criado para renegociação de débitos bancários que devem ser negociados diretamente com as instituições financeiras. Na Faixa 1, serão beneficiados devedores que ganham até dois salários-mínimos ou que estejam inscritos no Cadastro Único; e na Faixa 2, inadimplentes com renda de até R$ 20 mil com dívidas bancárias.

O programa também determina que todo cidadão beneficiado pelo Desenrola Brasil e que tenha uma dívida com algum banco participante no valor total de até R$ 100, terá suspensa a negativação desta dívida automaticamente ao aderir ao Desenrola.