Pago mais, menos ou aceito? 99 anuncia ferramenta para negociar valor da tarifa

Negociação começa a partir de um valor previamente definido na própria plataforma

Em meio à disputa de preços no mercado de carros por aplicativo, a 99 anuncia uma nova categoria: o 99Negocia. A opção permite a motoristas e usuários negociar previamente o valor da corrida dentro da plataforma. A funcionalidade está disponível em 196 municípios de diferentes portes, com expectativa de chegar a mais 36 cidades até meados de junho. Os formatos atuais, como o 99Pop, seguem disponíveis.

Como funciona a nova modalidade

Na nova modalidade, a negociação começa a partir de um valor pré-definido pela plataforma. O passageiro pode aceitar, descer ou subir o preço. Na sequência, se achar necessário, o motorista pode oferecer uma contraposta. Caso não cheguem a um consenso, o passageiro tem a opção de solicitar outro carro. “A ideia é que seja um processo curto de negociação”, diz o diretor de estratégia e novas categorias da 99, Leonardo Japur.

Com o lançamento, o objetivo do 99Negocia é oferecer mais flexibilidade, diz Japur. Na ponta dos usuários, atende, por exemplo, aqueles que estejam dispostos a pagar um valor mais alto para conseguir um carro com maior rapidez. “Por mais que a empresa invista forte em tecnologia para oferecer uma precificação justa, sempre há passageiros mais sensíveis ao preço ou a tempo de espera”, afirma Japur.

Flexibilização pode beneficiar o motorista?

A flexibilização, que pode reduzir o tempo entre uma corrida e outra, também beneficia os motoristas, ainda de acordo com o executivo. Os profissionais têm à disposição informações sobre o destino e a avaliação do passageiro, enquanto as viagens contratadas pelo 99Negocia não permitem mudanças de rota ou desvios durante o trajeto.

Atualmente, a 99 tem uma média de 1 milhão de motoristas ativos cadastrados, alta de 33% em 12 meses. O movimento reflete políticas adotadas recentemente pela plataforma, de acordo com o diretor de operações da 99, Fabrício Ribeiro. Entre elas, a modalidade 99Moto, que possibilitou ao aplicativo ampliar a cobertura de 1,6 mil para 3,3 mil localidades.

Além disso, há também o adicional variável de combustível. Para acompanhar a flutuação dos preços nas bombas, o mecanismo determina que a cada R$ 1 de aumento no litro, o motorista receba R$ 0,10 adicional por quilômetro rodado.