XP: Recuperação judicial do Grupo Petrópolis é oportunidade para Ambev (ABEV3)

Credit Suisse avalia que cervejaria em crise financeira pode virar alvo de aquisição

O processo de recuperação judicial do Grupo Petrópolis já era esperado, uma vez que a companhia vem enfrentando problemas operacionais desde antes da pandemia, o que pode favorecer as operações da Ambev (ABEV3), diz a XP.

Os analistas Leonardo Alencar e Pedro Fonseca escrevem que o Grupo Petrópolis detém participação de aproximadamente 10%, criando oportunidades para grandes empresas do setor avançarem.

“A questão principal deve ser que Petrópolis não é uma pequena cervejaria nem um grande ator no setor, tendo o tamanho errado para encontrar melhores soluções”, comenta a corretora.

Eles notam que devido a operação de distribuição da Petrópolis, que é mais forte no Sudeste do Brasil, há uma sobreposição em relação a outros distribuidores, o que pode tornar uma aquisição menos interessante.

A XP tem recomendação de compra para Ambev, com preço-alvo em R$ 18,10, potencial de alta de 24% sobre o fechamento de ontem (R$ 14,55).

Grupo Petrópolis pode ser alvo de aquisição

A Ambev está bem posicionada para se aproveitar da recuperação judicial do Grupo Petrópolis, tanto em termos de portfólio de produtos quanto de distribuição, podendo aumentar sua participação de mercado, diz o Credit Suisse.

Os analistas Marcella Recchia e Fernanda Sayão escrevem que o mercado de cervejas no Brasil está aquecido, o que cria um potencial importante de crescimento orgânico para outras empresas, em especial a Ambev.

O banco nota que o Grupo Petrópolis pode se tornar alvo de aquisição por parte da Heineken ou das engarrafadoras da Coca-Cola no Brasil, sendo uma oportunidade de impulsionar negócios ao comprar a terceira maior cervejaria do país.

Para a Heineken, a adição de marcas como Itaipava, mais popular, seria uma complementação interessante ao seu portfólio de cervejas premium. Para a Coca-Cola, otimizaria sua rede de distribuição ainda mais.

O Credit Suisse tem recomendação de compra para as ações da Ambev, com preço-alvo de R$ 18, potencial de alta de 23,3% sobre o fechamento de ontem.

Leia a seguir

Leia a seguir