Vale (VALE3) diz que não foi notificada de decisão judicial determinando depósito de R$ 10,3 bi

Caso está ligado ao rompimento da barragem de Fundão, da Samarco, em Mariana (MG), em 2015

A Vale (VALE3) disse nesta sexta-feira que não foi notificada da decisão judicial que determinou depósito de R$ 10,3 bilhões, juntamente com a BHP, de forma a garantir a execução dos programas da Fundação Renova.

“A companhia se manifestará oportunamente no processo sobre a decisão, contra a qual cabe recurso”, afirma a mineradora. Ela reforçou seu compromisso com a reparação e compensação em favor da sociedade e meio ambiente.

Na quinta-feira, segundo o portal g1, o pedido de depósito judicial foi feito para que os programas, projetos e ações da fundação incluam os municípios indicados na Deliberação 58/2017 do Comitê Interfederativo.

A Fundação Renova foi criada como veículo para realizar os projetos para reparação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, da Samarco, em Mariana (MG), em 2015.

A mineradora brasileira destaca que até janeiro de 2023, já foram indenizadas mais de 410,8 mil pessoas, com mais de R$ 28,4 bilhões destinados às ações executadas pela Fundação Renova.

Leia a seguir

Leia a seguir