Lira acredita em aprovação do novo arcabouço fiscal na Câmara ainda em abril

Fala ocorre apesar de o texto ainda não ter sido encaminhado pelo governo ao Congresso

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta quarta-feira que o projeto do novo arcabouço fiscal deve ser apreciado pelo plenário em abril. Apesar de o texto ainda não ter sido encaminhado pelo governo ao Congresso, o alagoano espera que a proposta seja analisada antes da reforma tributária.

“Sempre achávamos que o arcabouço viria antes. É importante para o país e que tenha o texto equilibrado. Após isso, vai a discussão da reforma tributária”, disse Lira em entrevista ao Valor. “[Pelas linhas gerais], acredito que o novo arcabouço passa na Câmara [com mais de 300 votos]. Votaremos diretamente no plenário após arredondar entre líderes e bancadas. Tranquilamente tem chance de votar em abril”, completou.

A relatoria da proposta ficará com o PP, atendendo a um pedido do líder do partido na Casa, André Fufuca (PP-MA). “Será um relator responsável, que não vai atrapalhar”. Cerca de cinco nomes estão de olho no posto.

O parlamentar alagoano afirmou ainda que acredita ser possível entregar a aprovação da reforma tributária ainda no primeiro semestre.

Na avaliação dele, a apreciação da proposta de emenda constitucional (PEC) independe do tamanho da base aliada do governo Lula por ser tratar de uma pauta de país. “Depende da convergência de posicionamentos, da diminuição de arestas e do encontro de saídas para chegarmos a um texto adequado”.

Leia a seguir

Leia a seguir