Advogados entregam à Caixa joias que estavam com Bolsonaro

O conjunto que estava em poder do ex-presidente é estimado em pouco mais de R$ 400 mil

Os advogados de Jair Bolsonaro entregaram nesta sexta-feira à Caixa Econômica Federal o conjunto de joias que estava em poder do ex-presidente e que é estimado em pouco mais de R$ 400 mil. O material, supostamente presenteado pelo governo da Arábia Saudita, foi confiado a uma agência do banco em Brasília.

A entrega atende a determinação do Tribunal de Contas das União (TCU), que na semana passada estabeleceu prazo de cinco dias para a devolução das joias e das armas.

Na quinta-feira, em entrevista à TV Record, Bolsonaro disse que entregaria “com dor no coração” uma pistola e um fuzil que diz ter ganhado de presente do governo dos Emirados Árabes Unidos. Sobre as joias em seu poder, disse que jamais teve o objetivo de “sumir” com o tesouro.

Ainda não há confirmação sobre a entrega à Caixa do outro conjunto de joias, mais valioso, estimado em R$ 16,5 milhões. Esses itens, apreendidos pela Receita Federal em novembro de 2021, estavam na mochila de um assessor do Ministério de Minas e Energia e teriam como destinatário a então primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Leia a seguir

Leia a seguir