Suzano (SUZB3) adia para julho início de operação do Projeto Cerrado

Conforme a companhia, a partida da unidade, que estava prevista para ocorrer até o fim deste mês, agora se dará ao longo do mês de julho

A Suzano (SUZB3) informou a postergação do início das operações do Projeto Cerrado, nova fábrica de celulose da companhia, em Ribas do Rio Pardo (MS). O comunicado foi feito, então, em fato relevante encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) .

De acordo com a Suzano, a partida da unidade agora se dará ao longo do mês de julho. A previsão era de ocorrer até o fim deste mês.

“O Projeto Cerrado está na sua fase final de comissionamento e a companhia tem por objetivo em seu planejamento garantir a adequada execução do ‘start-up’ da nova fábrica e o bom desempenho de sua curva de aprendizado”, informou, no documento.

Com investimentos de R$ 22,2 bilhões, a nova fábrica da Suzano (SUZB3) terá capacidade de produção de 2,55 milhões de toneladas por ano de celulose de eucalipto. Além disso, será a maior linha única do mundo.

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir