Meta, controladora do Facebook, deve relatar quarto trimestre consecutivo de queda nas vendas

A expectativa é de que a Meta reporte uma receita de quase US$ 27,7 bilhões no primeiro trimestre

A controladora do Facebook, Meta Platforms, deve registrar seu quarto trimestre consecutivo de queda nas vendas, enquanto enfrenta desafios devido à fraca demanda de anunciantes e crescentes obstáculos à privacidade.

A expectativa é de que a Meta reporte uma receita de quase US$ 27,7 bilhões no primeiro trimestre, de acordo com analistas consultados pela FactSet. Isso representaria uma queda de 0,7% em comparação com o ano anterior. A Meta nunca registrou quatro trimestres consecutivos de queda nas vendas desde que abriu o capital em 2012.

Cenário

Um cenário econômico difícil, um número crescente de regulamentações que limitam anúncios personalizados e as consequências das mudanças de rastreamento de anúncios da Apple em 2021 pesaram no mercado de anúncios digitais. A Meta tem enfrentado uma concorrência crescente do TikTok, que em fevereiro atingiu 150 milhões de usuários mensais nos Estados Unidos.

A queda de 0,7% se compara à queda de 4,5% na receita que a empresa registrou no último trimestre de 2022. A Meta investiu pesadamente em ferramentas de inteligência artificial para melhorar seus sistemas de segmentação de anúncios. Esses esforços, juntamente com a mudança para formas de publicidade menos dependentes da coleta de dados do usuário de suas plataformas, são essenciais para os planos da empresa de se recuperar.

Ações da Meta

As ações da Meta caíram cerca de dois terços em 2022, perdendo mais de US$ 600 bilhões em valor de mercado. A empresa alertou no ano passado que as mudanças nas políticas da Apple sozinhas se traduziriam em US$ 10 bilhões em vendas perdidas.

Após pesados cortes de custos e duas rodadas de demissões que afetaram cerca de 21 mil empregos em meio ao “ano de eficiência” do diretor-presidente Mark Zuckerberg, as ações se recuperaram este ano, subindo mais de 70% até o fechamento de terça-feira.

Expectativas

Wall Street espera que a Meta registre um lucro líquido de US$ 5,3 bilhões no primeiro trimestre, queda de 30% em relação em base anual e acima dos US$ 4,7 bilhões do trimestre anterior. Os analistas esperam que a empresa divulgue que a base diária de usuários ativos do Facebook continuou crescendo e aumentou para 2,01 bilhões de usuários, em comparação com dois bilhões três meses antes.

Em 2021, Zuckerberg renomeou a empresa para refletir o foco no chamado metaverso, uma versão mais imersiva da internet na qual ele disse que os usuários trabalharão e se divertirão. O Reality Labs da Meta, a divisão encarregada de construir o hardware e o software que sustenta esse esforço, deve registrar uma receita de US$ 660 milhões no trimestre, uma queda de 5% em comparação com o ano anterior. A unidade, que fabrica os óculos de realidade virtual Quest da Meta, deve registrar um prejuízo operacional de US$ 3,9 bilhões.

Metaverso

O Horizon Worlds, a principal oferta de metaverso da empresa para os consumidores, ficou aquém das expectativas de desempenho interno, de acordo com documentos internos de outubro vistos pelo “The Wall Street Journal.”

A empresa havia inicialmente estabelecido uma meta de atingir 500 mil usuários ativos mensais para o serviço até o final de 2022, mas a contagem em outubro foi inferior a 200 mil, mostraram os documentos. O número estava um pouco acima de 200 mil em janeiro, alcançado após as festas de fim de ano, quando os consumidores compraram óculos Quest e os usaram nas férias da escola e do trabalho.

Leia a seguir

Leia a seguir