Inter reduz a régua e vai oferecer serviço de carteira administrada para investidor acima de R$ 50 mil

Antes disponíveis apenas para o público que tinha R$ 1 milhão em investimentos, serviços da Inter Invest agora estão disponíveis para clientes de varejo

A Inter Invest, corretora do Banco Inter, está reposicionando sua estratégia de negócios. A partir de agora, a plataforma tira o foco da venda de produtos de investimentos avulsos e passa a focar na prestação de serviços para ajudar os clientes a montar carteiras aderentes aos seus objetivos e perfis de risco.

Para isso, a plataforma está lançando o serviço de carteiras administradas para clientes de varejo. Até então exclusivo para o público de alta renda com um tíquete inicial de R$ 1 milhão, agora os clientes da Inter Invest poderão usar o serviço tendo a partir de R$ 50 mil em investimentos.

Felipe Bottino, diretor da plataforma de investimentos, explica que esse é um movimento de amadurecimento da indústria no Brasil, seguindo o que já aconteceu em mercados desenvolvidos como o norte-americano. “Nós não queremos simplesmente vender produtos. Vamos ajudar os clientes a montar as carteiras mais adequadas. Nosso foco agora está na venda de serviços”.

Na carteira administrada, o investidor tem um portfólio cuidado por um gestor profissional. “Este é um movimento disruptivo que vai impactar muito o mercado de investimentos do Brasil”, afirma Daniel de Castro, CEO da Inter Asset, gestora do Inter.

A proposta é de manter os gestores próximos dos clientes. Para isso, todos os contratantes do serviço receberão um relatório mensal com informações sobre alocações, ganhos e oportunidades conquistadas. Também haverá um vídeo mensal explicativo, feito pelo administrador da carteira.

Leia a seguir

Leia a seguir