Gol (GOLL4) estima lucro por ação de R$ 0,60 no 1º trimestre

Santander vê desempenho puxado pelo bom ambiente de demanda por viagens domésticas e internacionais

A Gol (GOLL4) projeta um lucro por ação de R$ 0,60 por ação no primeiro trimestre, acima da estimativa divulgada no início de março, quando esperava equilíbrio financeiro no período.

A companhia aérea prevê uma margem antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 24% no período entre janeiro e março, contra projeção anterior de 22%.

A receita unitária por passageiros esperada para o primeiro trimestre é 36% maior do que no mesmo período de 2022, impulsionada pela recuperação contínua na demanda de viagens de lazer combinada com um aumento em viagens internacionais.

Em termos operacionais, a Gol projeta um crescimento de 14% no tráfego de passageiros consolidado (RPK, na sigla em inglês). Já a capacidade de voos (ASK, na sigla em inglês) deve aumentar 11%, na parte de baixo da meta divulgada em março.

O custo unitário sem efeitos de combustíveis deve aumentar 11%, principalmente devido à efeitos inflacionários nos custos variáveis e ao aumento no número de decolagens.

O preço médio do combustível por litro ficou em R$ 5,72 no primeiro trimestre, dentro da expectativa da Gol, um aumento médio de 25% no ano. Considerando tais efeitos, os custos unitários subiram 32% na mesma base de comparação.

Por fim, a Gol estima que finalizou o primeiro trimestre com liquidez de R$ 4,4 bilhões. A alavancagem financeira da companhia ficou em 8 vezes a dívida líquida sobre o Ebitda ao fim de março, melhor que o esperado, na comparação com projeção anterior.

Como o mercado avalia?

A prévia operacional da Gol para o primeiro trimestre tem números acima do esperado, impulsionados pelo bom ambiente de demanda por viagens domésticas e internacionais nos três primeiros meses do ano, diz o Santander.

Os analistas Lucas Barbosa, Lucas Esteves e Gabriel Tinem escrevem que essa melhora operacional é evidente no crescimento de 36% na receita por passageiro, o que gerou melhores margens.

O banco nota que os custos também apresentaram crescimento, impactados por inflação de custos e nos combustíveis, mas em patamar menor que as receitas, o que foi um ponto positivo.

O Santander tem recomendação neutra para Gol, com preço-alvo em R$ 9,30. As ações estão cotadas atualmente na faixa de R$ 7.

A companhia aérea apresentou prévia operacional dos três primeiros meses de 2023 com desempenho de receita e margens acima do esperado pelo mercado, impulsionado por melhor tráfego no período, diz o Itaú BBA.

Os analistas Daniel Gasparete, Gabriel Rezende e Luiz Capistrano escrevem que o crescimento de 36% nas receitas unitárias deduzem receitas de R$ 4,9 bilhões entre janeiro e março, 5% acima das estimativas.

O banco nota que as despesas, sem efeitos de combustíveis, devem chegar a R$ 90 milhões no primeiro trimestre. A margem Ebitda de 24% implica em um Ebitda de R$ 1,17 bilhão, 8% além do esperado.

O Itaú BBA tem recomendação neutra para Gol, com preço-alvo em R$ 22.

Leia a seguir

Leia a seguir