Petrobras (PETR3; PETR4) diz que Lula não mandou diretamente Prates parar venda de ativos

Empresa disse à CVM que ainda não houve deliberação do conselho de administração sobre o tema

A Petrobras (PETR3; PETR4) diz que o seu diretor-presidente, Jean Paul Prates, mantém constante e respeitoso diálogo com o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sobre temas de interesse nacional. No entanto, afirma que todas as solicitações, recomendações, orientações e avisos da União dirigidos à Petrobras são feitos através do Ministério de Minas e Energia (MME) e submetidos aos processos de governança interna.

A companhia respondeu a ofício da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que pediu explicações da Petrobras após falas de Lula nesta semana dizendo que mandou Prates suspender todas as vendas de ativos da Petrobras.

A empresa ressaltou que recebeu pedido do MME para suspender a venda de ativos por 90 dias e que a diretoria enviou resposta ao conselho afirmando não ver fundamentos para interromper processos com contratos já assinados.

“Até a presente data, não houve deliberação do conselho de administração sobre o tema”, finaliza a Petrobras, reforçando o compromisso com a transparência no processo de desinvestimentos e gestão de portfólio.

Leia a seguir

Leia a seguir