Dólar em queda: Há espaço para corte no preço da gasolina agora?

O último reajuste anunciado pela Petrobras foi em 28 de fevereiro

A Petrobras (PETR3; PETR4) poderia reduzir os preços do óleo diesel nas refinarias em 7,4%, ou em R$ 0,28 por litro, considerando as variáveis registradas na manhã desta quinta-feira (13), de acordo com a consultoria StoneX.

Para a gasolina, os preços estariam praticamente em linha com o mercado internacional, com espaço para uma ligeira queda, de 0,6% ou R$ 0,02 por litro.

Os dados foram levantados por volta das 11 horas, considerando um câmbio de R$ 4,92 no mercado spot.

No fechamento do mercado na última quarta-feira (12), o óleo diesel poderia ter sido reduzido em 7,3%, ou R$ 0,25 por litro, enquanto a gasolina poderia ter sido reajustada para cima nas refinarias em 0,5%, ou R$ 0,02 por litro.

Nos últimos dias, o dólar vem registrando quedas sucessivas na cotação, diante da fraqueza global da moeda, reflexos de dados mais fracos de inflação nos Estados Unidos, do novo arcabouço fiscal e do IPCA de março ter ficado abaixo do esperado pelo mercado.

O câmbio é uma das variáveis para o cálculo do preço de paridade de importação (PPI). Ontem, a moeda americana fechou abaixo da barreira dos R$ 5 pela primeira vez desde fevereiro deste ano.

O último reajuste do óleo diesel promovido nas refinarias da Petrobras foi no dia 22 de março, quando a estatal reduziu os preços em R$ 0,18 por litro, ou 4,48%.

A gasolina teve a última mudança nos preços no dia 28 de fevereiro, quando a Petrobras reduziu os preços nas refinarias em 3,93% ou R$ 0,13 por litro.

Leia a seguir

Leia a seguir