Credit Suisse pede ajuda ao BC da Suíça para que apoie banco publicamente, diz jornal

O Banco Central Europeu (BCE) entrou em contato com os bancos que supervisiona sobre a exposição financeira destes ao Credit Suisse

O Credit Suisse pediu ajuda ao banco central da Suíça – o Banco Nacional da Suíça – e ao regulador do mercado suíço, o Finma, para que mostrem seu apoio publicamente depois que suas ações caíram quase 30%, informou hoje o Financial Times, citando fontes.

Nem o banco central, nem o regular do mercado decidiram se vão intervir publicamente. As ações do banco despencam no pregão desta quarta-feira (15).

BCE entrou em contato com bancos sobre exposição

O Banco Central Europeu (BCE) entrou em contato com os bancos que supervisiona sobre a exposição financeira destes ao Credit Suisse Group AG, de acordo com fontes próximas do assunto. A instituição se recusou a comentar.

O contato a executivos dos bancos surge depois de as ações do Credit Suisse terem afundado, arrastando as ações de outros grandes bancos europeus devido aos receios sobre o contágio financeiro.

O Credit Suisse é classificado como uma “instituição financeira sistemicamente importante” no âmbito das regras bancárias internacionais criadas depois do colapso do Lehman Brothers. Tais designações exigem que o banco detenha maiores montantes de capital e que mantenha planos para uma progressão ordeira das operações caso entre em problemas.

Os principais reguladores do banco estão na Suíça, mas como tem operações pela Europa, Reino Unido, Ásia e EUA, o Credit Suisse também é monitorado pelas autoridades locais.

Em atualização

Leia a seguir

Leia a seguir