Amazon anuncia nova demissão em massa e vai cortar mais 9 mil funcionários

A companhia diz que vai continuar contratando funcionários em negócios e áreas estratégicas

A Amazon anunciou nesta segunda-feira que vai demitir mais nove mil pessoas nas próximas semanas, além dos cortes que já afetaram 18 mil funcionários, divulgados em janeiro.

“Por conta das incertezas econômicas atuais e no curto prazo, escolhemos simplificar nossa estrutura de custos e de força de trabalho”, diz Andy Jassy, diretor-presidente da Amazon, em nota.

“Essa foi uma decisão difícil, mas acreditamos ser a melhor para o longo prazo da companhia”, completa o executivo. Os cortes vão afetar a unidade de tecnologia AWS, a plataforma de streaming Twitch, recursos humanos e anúncios.

A companhia diz que vai continuar a contratar funcionários em negócios e áreas estratégicas que foram destacadas como prioritárias no recebimento de novos investimentos.

Segundo a Amazon, a nova rodada de cortes acontece agora após outras áreas da companhia terminarem a avaliação da sua força de trabalho. A empresa espera que até o fim de abril deve finalizar esse processo.

No fim de dezembro, a Amazon tinha cerca de 1,54 milhão de funcionários diretos ou em contratos de meio período ao redor do mundo, segundo formulário anual enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês).

Há pouco, as ações da Amazon caíam 2,3% na Nasdaq, em Nova York.

Leia a seguir

Leia a seguir