Bolsas da Europa fecham mistas após dados de inflação

No Reino Unido, o índice de preços ao consumidor (CPI) de março avançou acima do esperado nas comparações mensal e anual, apesar de terem mostrado desaceleração

Após passarem a maior parte da sessão no vermelho, os principais índices acionários europeus encerraram o dia em direções mistas, após a divulgação dos dados do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Reino Unido – que superaram as estimativas do mercado – e da zona do euro.

O índice pan-europeu Stox 600 fechou em queda de 0,10%, a 468,13 pontos. Na bolsa de Frankfurt, o DAX subiu 0,08%, a 15.895,20 pontos, e o parisiense CAC 40 avançou 0,21%, a 7.549,44 pontos. Em Londres, o FTSE 100 teve queda de 0,13%, a 7.898,77 pontos.

Inflação do Reino Unido

Destaque da agenda econômica do dia, o CPI do Reino Unido avançou 0,8% entre fevereiro e março e teve alta de 10,1% na comparação com igual mês de 2022. Ambas as leituras vieram acima do que esperavam analistas consultados pelo “The Wall Street Journal”, assim como o núcleo do indicador.

Para o analista da Interactive Investor, Richard Hunter, esses números provavelmente irão “pressionar o Banco da Inglaterra a continuar quase relutantemente com sua política de aumento da taxa de juros em maio”, escreve em nota.

Zona do euro

Já na zona do euro, o CPI aumentou 6,9% em março na comparação anual, desacelerando de um aumento de 8,5% em fevereiro, dentro da expectativa de analistas e marcando, assim, a taxa de inflação mais baixa desde fevereiro de 2022.

Leia a seguir

Leia a seguir