Bolsas da Ásia fecham em alta acompanhando rali de NY e após a decisão do BoJ

No Japão, o banco central local disse que conduzirá uma revisão da política monetária

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta sexta-feira, acompanhando o otimismo de Nova York com os balanços de big techs. Além disso, investidores digerem a esperada decisão do Banco Central do Japão (BoJ), que manteve sua política monetária ultra-acomodatícia, apesar de ter sinalizado que mudanças virão.

“O sentimento do investidor provavelmente foi positivo devido ao rali noturno nas ações de tecnologia dos EUA, após a divulgação dos ganhos melhores do que o esperado da Meta”, disseram analistas do UOB, em nota.

Revisão da política de juros no Japão

Já no Japão, o banco central local disse que conduzirá uma revisão da política monetária, mas decidiu manter seu limite para o rendimento dos títulos do governo japonês (JGB) de 10 anos em 0,5% e as taxas de juros de curto prazo em -0,1%.

Para o ING, com base em dados otimistas de atividade e inflação acima do esperado, o BoJ tomará medidas para normalizar a política ajustando sua ferramenta de controle da curva de juros (YCC) nos próximos meses.

“O BoJ removeu toda a orientação futura sobre as taxas do comunicado, o que significa que ele vê as condições macro como tendo mudado significativamente e a política monetária agora precisa de uma nova abordagem. Isso naturalmente leva à necessidade de uma revisão de políticas conforme sugerido na reunião de hoje”, diz o banco holandês, que ainda projeta um primeiro aumento da taxa no primeiro trimestre de 2024 e a possibilidade de mudança da curva de juros já em junho.

Índices asiáticos

O índice Nikkei, referência da bolsa de Tóquio, fechou com alta de 1,40%, a 28.856,44 pontos, ao passo que o dólar avançava 1,63%, a 135,971 ienes, às 07h44 (de Brasília).

Na China Continental, o Xangai composto terminou o pregão em alta de 1,1%, a 3.323,27 pontos, antes de uma pausa de cinco dias por conta do Dia do Trabalho.

Os investidores esperam que as viagens de fim de ano e o consumo na segunda maior economia do mundo alimentem a demanda e impulsionem a recuperação econômica.

O Hang Seng, de Hong Kong, subiu 0,3%, a 19.894,57 pontos.

Por fim, o índice sul-coreano Kospi, da bolsa de Seul, fechou em alta de 0,20%, a 2.501,53 pontos.

Leia a seguir

Leia a seguir