Bolsas da Ásia caem na maioria, com renovados temores com a economia global e setor bancário

Divulgados ontem, os balanços da Alphabet e Microsoft agradaram o mercado, enquanto o do First Republic Bank levantou preocupações diante da possibilidade de crise no setor bancário

As bolsas asiáticas fecharam na maioria em queda à medida que renovados temores com a saúde da economia global e com a possibilidade de novas turbulências no setor bancário se disseminam entre os participantes do mercado. Além disso, a temporada de resultados de grandes empresas continuam no radar.

“Medos macroeconômicos, preocupações bancárias, dinâmica da inflação e uma perspectiva pouco clara para as principais taxas de juros ainda dominam os mercados financeiros”, escreveram os economistas da Metzler Uwe Hohmann e Eugen Keller.

Destaques

Divulgados ontem, os balanços da Alphabet e Microsoft agradaram o mercado, enquanto o do First Republic Bank levantou preocupações diante da possibilidade de crise no setor bancário. Para a ANZ Research, os níveis de depósito decepcionantes e a falha em fornecer orientação de ganhos no First Republic Bank (FRB) lembraram os mercados de que o recente estresse bancário ainda está à espreita. “Desde o fracasso do SVB no mês passado, o FRB está sob os holofotes e sob pressão”, destaca.

Em entrevista à Bloomberg TV, a estrategista da State Street Global Markets em Hong Kong comentou que muitas das expectativas atuais em torno dos lucros são muito positivas.“Realmente continuamos esperando mais, basicamente em termos de orientação, para se tornar um pouco mais negativo e alguns rebaixamentos chegando também”, disse.

Índices das bolsas asiáticas

Tudo somado, na China continental, o Xangai composto terminou o pregão estável, a 3.264,87 pontos, enquanto o Hang Seng, de Hong Kong, subiu 0,7%, a 19.757.27 pontos. Já índice Nikkei, referência da bolsa de Tóquio, fechou com perda de 0,70%, a 28.416.47,pontos.Por fim, o índice sul-coreano Kospi, da bolsa de Seul, fechou em queda de 0,20%, a 2.484.,83 pontos.

Leia a seguir

Leia a seguir