Ações preferenciais da Usiminas (USIM5) sobem após BlackRock elevar participação, mas ordinárias (USIM3) têm forte queda

Confira o desempenho dos papéis da Usiminas nesta segunda (20)

As ações da Usiminas (USIM5; USIM3) se movimentam em direções opostas nesta segunda-feira (20). Isso porque o BlackRock aumentou sua participação na empresa.

Assim, o banco americano alcançou participação de 54.961.196 ações preferenciais classe A (PNA). O montante equivale a 10% do total.

Desempenho das ações da Usiminas

O anúncio jogou o valor dos papéis preferenciais (USIM5) da empresa para cima durante a manhã. Os ativos registravam alta de 0,14%, cotados a R$ 6,95, por volta das 11h25.

Porém, o efeito foi contrário para as ações ordinárias (USIM3). Elas caíam 2,76%, a R$ 7,38, no mesmo horário.

Participação do BlackRock

O banco americano ainda detém 18.096.476 instrumentos financeiros derivativos referenciados em ações preferenciais com liquidação financeira, representando 3,3% do total.

De acordo com o último formulário de referência, publicado em fevereiro, o BlackRock detinha participação de 5,04% das ações PNA e 2,2% do capital social total da Usiminas.

Saiba mais sobre a Usiminas

A Usiminas vende chapas de aço, usadas principalmente pela indústria automobilística e de eletrodoméstico. Produtos para a construção civil também compõem o portfólio, mas não são a especialidade da casa.

Os controladores principais são o grupo japonês Nippon (31,45%) e o grupo o ítalo-argentino Ternium (32,28%). Em seguida, vem o Previdência Usiminas (4,84%).

Leia a seguir

Leia a seguir