Vamos lidera ganhos na bolsa, perseguida por varejistas ; Petrobras fica entre as piores

Ações em alta: veja o que impactou as empresas do Ibovespa hoje, além das 10 maiores valorizações e as 5 piores quedas desta quinta (4)

A lista de ações em alta da bolsa nesta quinta-feira (4) é liderada pela empresa de logística Vamos. O bom desempenho da bolsa acompanha o aumento da exposição da companhia ao setor agro. Na sessão anterior, a empresa já havia subido 7%.

Isso porque a Vamos anunciou na semana passada a aquisição de vinte caminhões Agronomous VW Constellation para a sua frota. Esses veículos atendem a demanda do agronegócio.

Assim, o Citi reiterou sua recomendação de compra para as ações da Vamos em relatório assinado pelo analista André Mazini.

A Vamos também deve se beneficiar das fortes vendas no mercado secundário de caminhões, pois ainda tem 1.120 caminhões em preparação para venda, com 533 caminhões a serem vendidos no mercado secundário e 587 caminhões que serão substituídos por veículos novos.

Mas apesar da recomendação de compra, o Citi reduziu o preço-alvo do papel de R$ 16 para R$ 14. Isso porque alguns clientes, particularmente no setor agrícola, estão enfrentando problemas de crédito.

Além disso, o segmento deve seguir com desempenho fraco em 2024, devido à menor demanda e ao relativo excesso de oferta de máquinas para o agronegócio.

Outros ganhos na bolsa hoje

Então, o setor de varejo também emplacou altas importantes na bolsa de valores hoje.

Entre as ações do setor que compõem o Ibovespa, destaque para Pão de Açúcar, Lojas Renner e Carrefour Brasil. Magazine Luiza também esteve no top 10 desta quinta-feira.

Anderson Silva, especialista em mercado de capitais e sócio da GT Capital, aponta “a queda das curvas futuras de juros” como grande impulsionador das gigantes varejistas.

Assim, segundo ele, elas “são extremamente sensíveis à variação dos juros e se beneficiam dessa queda”.

Nesse sentido, a Vamos também é beneficiada.

Ações em alta: maiores ganhos da sessão

EmpresaAtivoÚltima cotação em R$Variação no fechamento (%)
VamosVAMO38,758,43
Pão de AçúcarPCAR32,937,33
Lojas RennerLREN313,236,44
EzTecEZTC313,675,15
Carrefour BrasilCRFB310,125,09
AssaíASAI311,035,05
YduqsYDUQ311,74,93
Magazine LuizaMGLU313,184,77
CognaCOGN31,844,55
AzulAZUL47,84,14

Petrobras em queda

Por outro lado, na parte de baixo do Ibovespa, as ações ordinárias e preferenciais da Petrobras (PETR3; PETR4) ficaram entre as piores quedas do dia.

Assim, a queda na petroleira aconteceu “logo após uma grande mudança de executivos da companhia, optando por remover profissionais técnicos e substituí-los por indicações políticas”, destaca Silva, da GT.

As mudanças, na percepção do mercado, seriam políticas e mais ligadas às demandas da FUP (Federação Única dos Petroleiros), que é próxima do PT.

Segundo o especialista, isso traz “preocupação com a interferência do governo” nas decisões da companhia.

Além disso, a associação de petroleiros acionistas minoritários da Petrobras apresentou representação que pede processo administrativo para apurar eventual conflito de interesse na atuação de Marcelo Gasparino da Silva como conselheiro de administração.

Gasparino ocupa o cargo de conselheiro de administração da Eletrobras desde agosto de 2022.

A associação alega que a Eletrobras é concorrente da Petrobras e que o conselheiro “pode, ainda que de forma involuntária, agir de forma prejudicial a uma das duas empresas”.

Maiores perdas do dia

EmpresaAtivoÚltima cotação (R$)Variação no fechamento (%)
Natura NTCO315,25 -2,56
CSN MineraçãoCMIN35,43-1,99
Raia DrogasilRADL325,14-1,8
PetrobrasPETR437,32-1,37
PetrobrasPETR339,59-1,35

Os rankings abrangem apenas ações do Ibovespa. As cotações fora apuradas entre 17h20 e 17h32.

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir