Como receber dinheiro do exterior? Conheça as principais opções

Confira também as taxas e os impostos envolvidos nesse tipo de transação

Precisa receber dinheiro do exterior? Pois saiba que há alternativas simples e rápidas. Hoje em dia, é possível receber transferência internacional por meio de diversas plataformas online. Além disso, os bancos tradicionais e os Correios também são opções. A seguir, confira um resumo de como receber dinheiro do exterior.

O que é uma transferência internacional?

Uma remessa ou transferência internacional é o envio ou o recebimento de dinheiro de um país para outro. Assim, para que a transação ocorra, é necessário que ocorra o câmbio entre as moedas.

Esse tipo de operação pode ser realizado tanto por pessoas físicas quanto empresas, a partir de organizações e sistemas registrados pelo Banco Central, como bancos, plataformas online e os Correios.

As transferências internacionais podem ter diferentes fins:

  • compra e venda de produtos e serviços no exterior;
  • investimentos fora do país e envio;
  • e recebimento de pagamentos para fora do país, entre outros.

Como receber dinheiro do exterior?

A seguir, confira as principais opções para receber dinheiro do exterior.

Plataformas online

Uma maneira prática para receber dinheiro do exterior é por meio de plataformas online. Essas ferramentas podem oferecer taxas competitivas, velocidade nas transações e comodidade na hora realizar a operação.

Em resumo, para receber a transferência internacional, você precisará fornecer seus dados pessoais, como número da agência, conta bancária, código SWIFT (Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication) e código IBAN (International Bank Account Number).

O código SWIFT é o número de identificação internacional que reconhece o banco, a agência e o país de uma determinada conta bancária. Já o código IBAN identifica uma conta bancária individual, garantindo a segurança das transações.

Após a realização da transferência, o dinheiro chegará ao sistema, que o converterá automaticamente na moeda local. Em seguida, você será notificado quando os fundos estiverem disponíveis.

Bancos tradicionais

Também é possível realizar e receber transferência internacional por meio de bancos tradicionais. Da mesma forma que nas plataformas online, você precisará fornecer seus dados bancários, incluindo número de agência e conta.

O banco, então, processará a transferência internacional e converterá os fundos na moeda local.

Correios

Um método menos conhecido para receber dinheiro do exterior é por meio dos Correios. Geralmente, esse método é usado quando não há alternativas eletrônicas disponíveis, algo cada vez mais raro atualmente. Você receberá uma notificação por carta informando como resgatar o seu dinheiro.

Leia a seguir

Leia a seguir

Taxas e impostos

Ao receber dinheiro do exterior, você terá de arcar com as taxas e os impostos envolvidos. Elas podem variar, a depender do método escolhido e da instituição envolvida.

Além disso, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) pode ser aplicado, conforme a natureza da transação.

Atualmente você pode receber dinheiro do exterior sem precisar pagar taxas de transferências, taxas de SWIFT, ou percentuais de bancos. Isso porque, por meio das plataformas digitais, é possível pagar apenas uma tarifa fixa.

Mas todas as instituições cobram taxas e outros impostos para enviar seu dinheiro para o exterior e receber de fora do país. Os valores podem variar de acordo com cada provedor e da natureza da operação.

Câmbio

Há também a taxa de câmbio. Quem a define é o mercado financeiro, e grande parte das transações tem como base a taxa de câmbio turismo do momento da transferência.

Por fim, há também a taxa de SWIFT, que pode variar de acordo com cada banco. Ela pode estar embutida em outra taxa, no caso de algumas plataformas digitais.

Vale ressaltar que, independentemente do método usado para a transferência internacional, você precisa declarar o dinheiro recebido do exterior no Imposto de Renda.

Qual é o IOF para transferência internacional?

O Imposto sobre Operações Financeiras é um dos principais pontos a se avaliar na hora de receber dinheiro do exterior. Ele varia de acordo com a forma da transação e a relação entre as partes envolvidas.

O IOF para transferências internacionais é aplicável tanto a pessoas físicas quanto a pessoas jurídicas. O valor do imposto pode mudar com base em alguns fatores, por exemplo, o valor da transação e a natureza da operação. Geralmente elas se dividem em dois:

  • Transferências entre contas de mesma titularidade: 1,1% do valor da transação;
  • Remessas internacionais entre contas de titularidades diferentes: 0,38% do valor da transação.