Ações em alta: JBS (JBSS3) sobe 8%, é seguida por Marfrig (MRFG3) e Petrobras (PETR4) despenca

Ações do frigorífico disparam após resultados do primeiro trimestre surpreenderem analistas e lideram bloco de ações em alta

Fachada de unidade da JBS (JBSS3). Foto: Divulgação/JBS
Fachada de unidade da JBS (JBSS3). Foto: Divulgação/JBS

O bloco de ações em alta foi liderado pelo papel da JBS (JBSS3) após a disparada da ação no Ibovespa.

O ativo do frigorífico registrou valorização de mais de 8% no índice graças ao resultado financeiro do primeiro trimestre, que superou expectativas de analistas em mais de um indicador.

Ações que podem subir até 40% em um ano: inscreva-se para conferir empresas onde analistas enxergam oportunidade de alta na Bolsa brasileira.

Com a inscrição você concorda com os Termos de Uso e Política de Privacidade e passa a receber nossas newsletters gratuitamente

A Marfrig (MRFG3) veio logo atrás, com o mercado otimista sobre o balanço a ser divulgado na noite desta quarta-feira (15).

Por outro lado, a Petrobras foi o destaque negativo do dia.

As ações desabaram mais de 6% no índice após o mercado repercutir de forma pessimista a saída de Jean Paul Prates do cargo. O Ministério de Minas e Energia indicou à chefia da estatal a engenheira Magda Chambriard, cuja nomeação deve ser aprovada em assembleia.

Ações em alta: JBSS3, MRFG3 e mais

Os frigoríficos dominaram o bloco de ações em alta do Ibovespa nesta quarta-feira (15). JBS e Marfrig fizeram uma dobradinha no topo, com o papel da controladora das marcas Seara, Friboi e Swift liderando o setor.

Últimas em Ações

Isso porque os resultados da JBS surpreenderam investidores. O Itaú BBA viu o balanço do frigorífico como uma “surpresa positiva”, principalmente nas primeiras linhas: os lucros de caixa operacional (Ebitda) vieram acima das estimativas do banco para todas as três marcas da empresa.

Em suas projeções, o banco de investimentos esperava um Ebitda consolidado de R$ 5,1 bilhões, enquanto a JBS registrou lucro operacional de R$ 6,2 bilhões.

Assim, a margem Ebitda atingida pelo frigorífico no primeiro trimestre chegou a 7,2%, frente a uma estimativa de 5,8% do Itaú BBA.

“No geral, as perspectivas de longo prazo da empresa continuam atrativas e a sua estrutura de capital é robusta”, escreveu a equipe de analistas liderada por Gustavo Troyano.

Mas o banco aponta que o desempenho da ação daqui para frente será determinado “pelo equilíbrio certo entre perspectiva mais fraca na divisão de carne bovina dos EUA em comparação com outros negócios que estão ganhando força provavelmente definirá o desempenho das ações nos próximos meses”.

O Itaú BBA tem recomendação de compra para as ações da JBS (JBSS3), com preço-alvo de R$ 31,00.

As ações da Embraer (EMBR3) também saltaram no pregão de hoje e foram destaque entre as altas. Isso porque a empresa pode estar prestes a vender aeronaves para uma companhia aérea dos Estados Unidos, destaca André Fernandes, sócio da A7 Capital.

Top 10 altas no Ibovespa

  1. JBS ON (JBSS3): +8,11%
  2. Marfrig ON (MRFG3): +6,30%
  3. Embraer ON (EMBR3): +5,64%
  4. Natura ON (NTCO3): +4,57%
  5. MRV ON (MRVE3): 4,26%
  6. Allos ON (ALOS3): +3,56%
  7. Isa Cteep PN (TRPL4): +3,05%
  8. Grupo Soma ON (SOMA3): +2,89%
  9. Gerdau PN (GGBR4): 2,80%
  10. Arezzo ON (ARZZ3): +2,65%

Petrobras lidera piores ações na bolsa

Por outro lado, a Petrobras (PETR3;PETR4) liderou com folga a ponta oposta das ações em alta nesta segunda.

O papel da petroleira desabou na bolsa de valores com a demissão de Prates e, logo em seguida, a destituição do CFO da Petrobras, Sergio Caetano Leite.

A Petrobras agora mergulha em um período onde a política de repasses ao acionista está em xeque. Esta é a avaliação do Citibank, em relatório. A companhia recentemente anunciou o repasse de US$ 2,7 bilhões em dividendos.

“Desde que o novo governo assumiu o Executivo, a Petrobras demonstrou de maneira consistente seu status como uma pagadora de dividendos substancial. Isso, por sua vez, deu apoio a uma boa performance das ações até agora”, diz o banco.

Assim, a entrada de um novo nome na presidência da Petrobras também aumenta o risco de interferência no governo, dizem os bancos Goldman Sachs e BTG Pactual.

Dez piores ações do Ibovespa hoje

  1. Petrobras ON (PETR3): -6,78%
  2. Petrobras PN (PETR4): -6,04%
  3. CVC Brasil ON (CVCB3): -3,59%
  4. Azul PN (AZUL4): -2,25%
  5. Fleury ON (FLRY3): -2,11%
  6. Santander UNIT (SANB11): -2,06%
  7. Lojas Renner ON (LREN3): -1,97%
  8. Banco do Brasil ON (BBAS3): -1,29%
  9. Braskem PNA (BRKM5): -1,28%
  10. São Martinho ON (SMTO3): -1,19%
A Inteligência Financeira é um canal jornalístico e este conteúdo não deve ser interpretado como uma recomendação de compra ou venda de investimentos. Antes de investir, verifique seu perfil de investidor, seus objetivos e mantenha-se sempre bem informado.

Mais em Ações em Alta


Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS