O que são derivativos? Como funcionam?

Como o nome já diz, são aplicações financeiras cujo preço de compra e venda deriva do valor de outro ativo, taxa ou até índice. Saiba mais no Glossário IF

Você sabe o que são derivativos? Como o nome já dá a dica, são aplicações financeiras cujo preço de compra e venda deriva do valor de outro ativo, taxa ou até índice.

Para você ter uma ideia, os derivativos podem se basear em ações, câmbio, café e até ouro. Se até hoje você só investiu em renda fixa, o mercado de derivativos pode ser uma opção para se aventurar na renda variável. Mas olha só, vai com muita calma, ele é mais complexo de entender e exige atenção e dedicação no processo.

Como já falei, essas são aplicações que derivam de outros ativos, por exemplo: Ao comprar um derivativo no mercado de câmbio, o retorno varia dependendo da cotação do dólar. Você não compra o dólar em si, mas o direito à oscilação de preço da moeda, se sobe ou cai.

E é por isso que derivativos são de renda variável, eles são voláteis. Mas não tão assustadores, já que podem ser padronizados! Dependendo do ativo, compradores adquirem contratos em que quantidade, qualidade, prazo de liquidação e cotação são previamente conhecidos, e aqui o investidor tem que entender na commodity em questão para reduzir a chance de perda.

Quais tipos de derivativos existem?

Existem quatro categorias de derivativos:

  • Mercado a termo, o mais simples e mais controlado. Ele é o que consiste em contratos de compra ou venda, com tudo determinado: quantidade, qualidade, prazo e condições para a liquidação;
  • Mercado futuro é semelhante ao mercado a termo. A diferença é que o preço do contrato de compra e venda oscila diariamente;
  • Swaps, que são contratos de troca. Com eles, trocam-se os rendimentos de dois ativos distintos. Um comum é o swap cambial, feito pelo Banco Central, em que se troca a variação do câmbio por uma taxa de juros;
  • Opções, onde se negocia a opção de comprar e vender um ativo por preço fixo em uma data futura.
    As mais conhecidas são as opções sobre ações, e são famosas porque foram criadas para diminuir os riscos do mercado de ações ao oferecerem uma proteção à oscilação de preços.

Derivativos podem ser um caminho para entrar no mundo de renda variável. Mas não se esqueça de que é uma opção de alto risco. Você precisa analisar se está disposto a encarar os altos e baixos.

Quer saber mais sobre os derivativos? Veja o Glossário IF!


Investir em quê? Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação

Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 17h52
Ibovespa sobe 1,39% com alta das commodities; na semana, avanço é de 1,46%

Investidores estão otimistas com a retomada dos estímulos econômicos pela China

Leonardo Guimarães Atualizado em 18.maio.2022 às 14h30
Redação IF Atualizado em 11.maio.2022 às 17h45
Ibovespa tem dia de alta, impulsionado por petroleiras

Petrobras e Petro Rio foram as maiores altas do pregão

Redação IF Atualizado em 04.maio.2022 às 18h00
Ibovespa fecha em alta de 1,7%, aos 108.343 pontos

Presidente do Fed, Jerome Powell, descartou alta mais forte dos juros nas próximas reuniões do banco central dos EUA