IPO do Nubank: Quais são os riscos para o pequeno investidor?

A oferta inicial de ações do banco digital não deve ser a primeira escolha de quem está começando a investir em renda variável, diz Danielle Lopes, sócia e analista de ações da Nord Research

Danielle Lopes, sócia e analista de ações da Nord Research, explica quais são os riscos de entrar na oferta inicial de ações (IPO) do Nubank. Segundo ela, existem riscos para o investidor porque a empresa ainda não gera lucros, por isso não deve ser a primeira escolha de quem está começando a investir em renda variável.

“Pagar adiante por um crescimento que ainda não veio tem um risco muito grande embutido”, explica Lopes. “Quem aporta nessa categoria de investimentos são fundos e empresas grandes. Ali, você faz um portfólio de dez, quinze, vinte empresas com muito dinheiro. Um investimento que dá certo paga tudo. Mas olha o risco.” O investidor pessoa física, segundo Danielle Lopes, não está nesse universo. Ao investir no IPO do Nubank, diz, essa pessoa “daria um passo maior do que a perna”.

Quais são os riscos do IPO do Nubank?

Mesmo assim, há quem queira investir no IPO do Nubank. O que esse investidor precisa saber? Segundo Danielle Lopes, é preciso levar em consideração que existe “risco de não crescer, de não entregar o crescimento prometido”. Caso isso aconteça, o “mercado vai começar a punir”. Ou seja, o preço das ações vai sofrer.

De maneira geral, explica Lopes, o pequeno investidor sabe menos do que o institucional. Isso acontece “porque ele não conversa com a empresa, ele lê um prospecto”. O nome dado a essa disparidade é “assimetria de informação”, diz. “Você entra sabendo menos que os demais investidores”.

Fundado em 2013, o Nubank tem crescido com rapidez. Segundo dados do terceiro trimestre de 2021, o banco tem uma média de 2,1 milhões de novos clientes por mês. No total, são 48,1 milhões de clientes, sendo 35,5 milhões deles ativos mensalmente.

O Nubank ganhou destaque por oferecer cartões sem anuidade de forma totalmente digital. Segundo a empresa, isso possibilitou o acesso a “um espectro muito mais amplo de clientes. Desde usuários de cartões mais sofisticados até aqueles que estão apenas começando”. Muitos deles, desbancarizados. A empresa opera, além do Brasil, no México e na Colômbia. Já tem um escritório na Argentina para estudar o mercado local e eventualmente dar início a uma operação no país.

Saiba mais sobre os riscos do IPO do Nubank no vídeo!


Você também pode gostar

Redação IF

Atualizado em 26.jan.2022 às 09h26

CVM suspende corretoras; saiba como escolher empresas idôneas

Sete empresas não tinham autorização para estar no mercado: Raw Trading, International Capital Markets Pty, IC Markets (EU), Markets, KOI Global LLC, Ventura Group e Orotrader

Redação IF

Publicado em 26.jan.2022 às 08h58

Nubank é ultrapassado pelo Bradesco, depois de perder posto de maior banco latino para Itaú

Valor de mercado da fintech no fim do pregão desta terça era de US$ 33,46 bi, atrás do "bancão", com US$ 34,32 bi

Valor Econômico

Publicado em 26.jan.2022 às 08h18

Estrangeiro já pôs R$ 20 bilhões na Bolsa em 2022

Com ajuda de cenário externo, fluxo está positivo no ano

Lucas Andrade

Atualizado em 26.jan.2022 às 07h55

Como a tensão entre Rússia e Ucrânia pode afetar a economia e os investimentos

A deflagração de um confronto militar entre os dois países pode piorar principalmente o cenário para a inflação na Europa

Redação IF

Atualizado em 26.jan.2022 às 08h00

Afinal, o que dizem os especialistas sobre a Bolsa? Você deve comprar ações ou esperar mais um pouco?

O Ibovespa deve subir, mas com fortes emoções; veja o que levar em consideração

Valor Econômico

Atualizado em 24.jan.2022 às 21h03

Lucro da IBM sobe 72,6% no 4º trimestre, para US$ 2,33 bilhões

A companhia encerrou 2021 com lucro de US$ 5,74 bilhões, sendo de US$ 6,35 por ação; já a receita atingiu US$ 57,35 bilhões no ano

Valor Econômico

Atualizado em 24.jan.2022 às 18h02

Ações de tecnologia caem e Warren Buffett volta aos holofotes com investimentos em ativos “de valor”

Com foco em ativos “de valor”, Berkshire Hatthaway se aproxima do desempenho de fundo do Ark Invest que foi sensação na pandemia

Mais lidas hoje

  1. Redação IF

    Redação IF

    Atualizado em 26.jan.2022 às 11h26
    Ferramenta lançada pelo Banco Central permite saber se você tem dinheiro a receber dos bancos

    Segundo o BC, há ao menos R$ 8 bilhões parados nas instituições financeiras – conheça o passo a passo para fazer a consulta e saber se você é credor

  2. Redação IF

    Redação IF

    Atualizado em 22.jan.2022 às 12h01
    Neymar compra NFTs por R$ 6 milhões; saiba como funciona esse investimento

    Craque passa a fazer parte de um clube restrito a bilionários, que têm direito a festas particulares

  3. Valor Econômico

    Valor Econômico

    Publicado em 24.jan.2022 às 08h37
    Cade dá aval para Joesley e Wesley Batista assumirem controle da J&F Participações

    A J&F é a controladora do Banco Original do Agronegócio e do Banco Original

  4. Valor Econômico

    Valor Econômico

    Atualizado em 07.jan.2022 às 08h27
    Conheça os fundos de investimento que lucram milhões com shows de artistas adorados pelo público

    Saiba quem são os gestores (e como são remunerados) por trás de nomes como Gusttavo Lima, Seu Jorge, Alexandre Pires, Maurício Manieri e Daniel