Putin ameaça usar armas nucleares contra países que interferirem na guerra

Líder russo disse que era 'o último aviso' para o Ocidente

Vladimir Putin, presidente da Rússia

Na mais explícita ameaça desde a invasão da Ucrânia, em fevereiro, o presidente russo, Vladimir Putin, advertiu que pode usar armas nucleares contra países que interferem na guerra. Ele disse que este era “o último aviso” para o Ocidente.

Putin disse que sua resposta a qualquer um que “ameace” a estratégia da Rússia será “rápida como um relâmpago” e mortal.

Ele fez as declarações a políticos em São Petersburgo: “Se alguém de fora pretende interferir no que está ocorrendo, deve saber que isso se constitui numa ameaça estratégica inaceitável para a Rússia.

“Temos todas as armas de que precisamos para isso. Ninguém pode se gabar dessas armas, e nós não vamos nos gabar delas. Mas vamos usá-las”, declarou.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 15h16
Estrangeiros já sacaram R$ 12,6 bilhões da Bolsa em maio

Movimento positivo no ano diminuiu para R$ 45,03 bilhões

Redação IF Atualizado em 16.maio.2022 às 11h59
Em dia volátil, dólar vai a R$ 5,03 na mínima do pregão

A dinâmica global nesta segunda mostra cautela de investidores

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 08h53
Bolsas europeias e futuros de NY são pressionados por dados fracos da China

A atividade econômica na China perdeu força de forma acentuada em abril

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 07h20
China: com lockdowns, produção industrial tem forte desaceleração em abril

Atividade recuou 2,9% na base anual; mercado esperava avanço de 1,0%