Petrobras pede mais prazo ao STF para explicar política de preços e reajustes dos combustíveis

Risco de interferência política na companhia está no radar dos investidores

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Petrobras pediu que o ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogue o prazo concedido para que a estatal explique a sua atual política de preços e os critérios adotados para reajustar os preços dos combustíveis.

O ministro havia cobrado da empresa na sexta-feira que prestasse as informações em até cinco dias, contados da data da intimação. Na noite desta quarta, a Petrobras pediu que a data-limite seja adiada para 1º de julho.

Segundo a estatal, há um “grande volume de dados a serem analisados para apuração das informações e documentações requisitadas”, sendo necessário mais tempo para que os dados sejam apresentados com “inexorável qualidade”.

A empresa se comprometeu em apresentar, no prazo original, parte da documentação requisitada, referente aos anos de 2017 e 2018. O restante, propôs, ficaria para a próxima semana. A decisão cabe a Mendonça.

A decisão do ministro foi proferida junto da liminar que determinou a alíquota única do ICMS sobre os combustíveis em todo território nacional. Temendo queda nas receitas, os governadores questionam a medida.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 30.jun.2022 às 18h54
Ibovespa cai 11,50% em junho no pior mês para o mercado local desde março de 2020

Índice perde 5,99% no primeiro semestre; destaque no pregão de hoje, Fleury disparou 16,1% após assinar acordo de fusão com Pardini, que subiu 18,99%

Redação IF Publicado em 30.jun.2022 às 15h17
Dólar apaga ganhos e fica abaixo dos R$ 5,20

Moeda americana chegou a R$ 5,27 na máxima do dia

Manhã Inteligente Publicado em 30.jun.2022 às 12h06
PIB dos Estados Unidos, investimentos em debêntures, golpes financeiros

Isabella Carvalho e Ítalo Martinelli comentam esses e outros assuntos que podem afetar seu bolso nesta quinta (30)

Redação IF Atualizado em 30.jun.2022 às 10h53
Inflação com consumo nos EUA sobe 0,6% em maio; ativos domésticos são pressionados pelo cenário mais adverso no exterior

O Ibovespa tem forte queda enquanto o dólar opera em alta ante o real no início desta quinta-feira

Redação IF Publicado em 30.jun.2022 às 10h21