Guedes diz ser possível reajuste de 5% para servidores: ‘Mas esqueçam inflação anterior’

A proposta do governo de aumento do funcionalismo público tem sofrido resistências de diversas categorias

Foto: Edu Andrade/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira em Davos que é possível conceder até 5% de reajuste ao funcionalismo público federal, para compensar a inflação acumulada desde janeiro, mas sugeriu que os servidores “esqueçam” reposição de inflação anterior.

“A essência da política é essa, decidir o orçamento”, afirmou Guedes. “Neste ano, no meio de uma crise dessa, vamos gastar mais com saúde? Sim. E o funcionalismo está em home office, tem estabilidade, tem bons salários, então neste ano suspende o aumento. Fizemos isso, que nenhum prefeito consegue fazer porque vereador não deixa, nenhum governador. Pela primeira vez em 15 anos, zeramos o déficit em todos os níveis da federação. Estamos numa situação ímpar. Agora, se você começa a dar aumento, voltamos à situação de antes.”

Indagado sobre o que está fazendo para convencer o presidente Bolsonaro, que andou fazendo promessas, o ministro da Economia respondeu: “Você pode até dar alguma coisa, mas esquece o que ficou para trás. Você acha que na Alemanha, nos Estados Unidos… Perdas acontecem. Todo mundo perdeu no mundo inteiro. Daqui para frente, é preciso manter? A inflação acumulada neste ano é de 5% até agora. É possível repor (salário) do funcionalismo deste ano? Sim, é possível, até 5% dá.”

Ele argumentou que o período eleitoral nem deixa outra possibilidade. “É por lei, em ano eleitoral você só pode dar até a inflação e linear. O presidente gostaria de dar aumento aos policiais mas não pode, é visto como aliciamento”, disse.

A proposta de aumento do funcionalismo público sofreu resistências de algumas categorias, que insistem que o percentual que o governo quer oferecer não repõe as perdas salariais causadas pela inflação.

As carreiras policiais, sobretudo, insistem que Bolsonaro tinha se comprometido com um plano de reestruturação que embute aumento mais significativo para seus agentes.

Lembrado de que Bolsonaro continua prometendo, Guedes retrucou: “Eu sei, é a pressão dos servidores.”

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
JOTA Atualizado em 24.jun.2022 às 21h08
ANÁLISE: Por que suspeita sobre Bolsonaro vazar informações para Milton Ribeiro não deve ter consequências jurídicas?

Outros casos de suspeita de corrupção e de interferência na PF envolvendo o presidente não avançaram na Justiça, diz Felipe Recondo, do JOTA

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 18h45
Diesel e gasolina sobem e preços nos postos atingem recorde histórico, diz ANP

Diesel sobe pela terceira semana seguida. Gasolina inverteu movimento de queda e teve nova alta

Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 17h58
Como o TikTok se tornou uma máquina de fazer dinheiro?

Plataforma vai triplicar receita publicitária este ano, para US$ 12 bi e ainda amplia ganho de tiktokers, avança em games e e-commerce

Papo de Finanças Publicado em 24.jun.2022 às 17h04 Duração 8 min.
Como ter segurança nos investimentos?

Você está se sentindo aflita com tanta instabilidade na economia? Nina Silva explica o que fazer em momentos tão tensos

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h57
Dólar apresenta volatilidade e bate R$ 5,27 na máxima

Moeda americana opera sem uma tendência definida

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h53
Inflação e baixa renda inibem recuperação do consumo no Brasil

Indicador da FGV mostrou uma melhora da confiança entre as faixas de maior poder aquisitivo

JOTA Publicado em 24.jun.2022 às 12h39
Projeto transforma créditos de ICMS em ativos virtuais para negociação

Proposta tenta incentivar as exportações no país; especialista afirma que projeto é importante, mas ainda imaturo

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 11h46
Manhã Inteligente Publicado em 24.jun.2022 às 11h15 Duração 19 min.
Demissões na Netflix, queda dos IPOs no Brasil, indicadores dos EUA abaixo da expectativa

O Manhã Inteligente de sexta (24) está disponível sob demanda por aqui na IF, LinkedIn e YouTube