IPCA-15 e PIB do 3º tri dos EUA são destaques da semana e pode mexer com a Bolsa; entenda

Ritmo da economia americana vai determinar a retirada de estímulos à economia, recursos que vinham sendo investidos em diversos países

Jerome Powell, o presidente do Fed, o banco central dos EUA (Foto: Fed/divulgação)

O PIB (Produto Interno Bruto) dos Estados Unidos é o indicador econômico mais importante da semana, com potencial de mexer com os mercados em todo o mundo – no Brasil também.

Os números a respeito do desempenho da maior economia global entre julho e setembro serão divulgados na manhã de quarta-feira. A estimativa média dos analistas é de que o PIB americano tenha avançado 2,1% no terceiro trimestre na comparação com o segundo, mesmo ritmo do segundo em relação ao primeiro.

A velocidade de avanço da economia dos EUA tem sido acompanhada de perto pelos investidores porque determina como serão retirados os estímulos dados pelo Fed (Federal Reserve, o banco central americano) no meio da pandemia de Covid-19.

Para tentar amortecer os efeitos negativos da desaceleração forçada pela difusão do novo coronavírus, o banco se ofereceu para comprar os títulos privados que estavam nas mãos do mercado, dando-lhe, assim, dinheiro livre que poderia ser usado para financiar empresas ou consumidores. Agora, com a melhoria do cenário, o Fed começou a diminuir essas compras, em um processo chamado tapering.

Na semana passada, o Fed anunciou que vai reduzir a compra mensal de títulos privados em US$ 20 bilhões e a de títulos hipotecários em US$ 10 bilhões, totalizando US$ 30 bilhões por mês. Atualmente, a compra é de US$ 90 bilhões por mês. Além disso, anunciou que o tamanho do corte vai sobrar em janeiro, para US$ 40 bilhões dos privados e US$ 20 bilhões dos hipotecários.

Além de ser usado para apoiar a atividade econômica, o dinheiro das compras de títulos sobrava para investimentos no mercado financeiro de vários países, Brasil incluído. Portanto, com esse enxugamento de recursos, é poissível que a Bolsa de Valores brasileira se enfraqueça e o real perca valor diante do real.

IPCA-15

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga, na quinta-feira (23), o IPCA-15 – considerado a prévia da inflação – de dezembro. O mercado buscará confirmar se a inflação no país realmente pode estar perdendo o fôlego.

Agenda semanal completa

Segunda, 20/12

8h25: Boletim Focus, do Banco Central do Brasil

Quarta, 22/12

8h30: Índice de Confiança do Consumidor, da FGV

10h: PIB dos EUA, do Fed

Quinta, 23/12

10h: IPCA-15, do IBGE

10h30: Pedidos de desemprego nos EUA

Sexta, 24/12

Feriado, mercados fechados


Você também pode gostar
Anne Dias Publicado em 20.maio.2022 às 11h12
Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 11h01
Bolsas de NY apontam para recuperação na sessão desta sexta

Mercado americano vem de dois pregões seguidos de queda

Manhã Inteligente Publicado em 20.maio.2022 às 10h40
ETFs de renda fixa, privatização da Eletrobras, queda de lucro de empresas

Isabella Carvalho e Caio Camargo falam sobre esses e outros assuntos que podem afetar seus investimentos nesta sexta (20)

Redação IF Atualizado em 20.maio.2022 às 10h38
O que Elon Musk deve discutir na passagem pelo Brasil

Bilionário terá encontro com o presidente Jair Bolsonaro e empresários

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h16
Bolsas asiáticas fecham em alta após China cortar taxa de juros

Mesmo assim, os investidores seguem atentos à perspectiva de aumento dos juros nos EUA

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h09
Fundos de ações de Petrobras e Vale renderam até 25 vezes mais que o FGTS desde o lançamento

Trabalhador poderá usar dinheiro do fundo de garantia para comprar ações da Eletrobras