Petróleo sobe e avança acima da marca de US$ 120 por barril

Investidores avaliam as condições globais de oferta e demanda da commodity

Foto: Divulgação/PetroRio

Os preços do petróleo voltam a ser negociados em alta, após o ajuste em baixa na sessão anterior, com os investidores avaliando as condições globais de oferta e demanda da commodity. Os contratos mais ativos das referências nos Estados Unidos (WTI) e internacional (Brent) seguem cotados acima de US$ 120 por barril.

Às 8h, o contrato futuro para agosto do tipo Brent subia 0,80%, a US$ 124,05 por barril; o contrato futuro para julho do tipo WTI também avançava 0,80%, a US$ 122,48 por barril. Com isso, o petróleo caminha para o sétimo avanço semanal consecutivo.

Os investidores avaliam a forte demanda nos Estados Unidos ao mesmo tempo em que analisam a possibilidade de novos bloqueios na China.

Para o ANZ, novas medidas do governo chinês de contenção da pandemia vão afetar a recuperação da procura por petróleo “Mas isso não retira a perspectiva de alta para os preços, em meio às perturbações na oferta e à forte procura em outros mercados”, afirma o banco, lembrando que os estoques da commodity nos EUA devem continuar caindo em um momento em que os cidadãos americanos se preparam para a temporada de viagens de verão.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 18h00
Ibovespa tem sessão de alta liderada por Petrobras e sobe 0,29% na semana

Entre as baixas, se destacaram empresas do setor de minério de ferro devido à preocupação com a retomada da China

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 17h45
Juros futuros fecham em queda, em linha com taxas dos títulos públicos globais

Medo de recessão nos EUA pesou mais do que riscos fiscais no Brasil

Papo de Finanças Atualizado em 02.jul.2022 às 08h21
Como as eleições interferem nos seus investimentos?

De alguma maneira, seu bolso será afetado pelas eleições do fim do ano. O que pode acontecer? Nina Silva explica

JOTA Publicado em 01.jul.2022 às 16h58
Semana política: PEC “vale-tudo” une governo e oposição por votos

Enquanto isso, em campanha, Lula acena a empresários e ao mercado, diz Fábio Zambeli, do JOTA

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 15h28
Bilionários dão adeus a US$ 1,4 tri no 1º semestre; veja quem perdeu mais

A fortuna de Elon Musk caiu quase US$ 62 bilhões. Jeff Bezos viu sua riqueza diminuir em cerca de US$ 63 bilhões. O patrimônio líquido de Mark Zuckerberg foi reduzido em mais da metade

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 15h08
Efeito bumerangue: entenda como quem tem menos grana vai pagar, no futuro, a conta da ‘PEC Eleitoral’

Aumento de gastos tende a pressionar a inflação e prejudicam, principalmente, as pessoas de menor poder aquisitivo