Muitos investidores de criptomoedas não sabem o que estão comprando, diz dirigente do BoE

Jon Cunliffe, do banco central britânico, intensificou o pedido para que as autoridades regulem os criptoativos

Foto: Pexels

A maioria dos investidores de varejo que colocaram dinheiro em moedas digitais provavelmente não entende exatamente o que compraram ou os riscos envolvidos, disse um representante do Banco da Inglaterra (BoE). Jon Cunliffe, vice-presidente do banco central do Reino Unido, intensificou seu pedido para que as autoridades regulassem criptoativos para garantir que o mercado seja estável e transparente.

“Há um grande número de investidores de varejo que investiram em criptoativos”, disse Cunliffe em um evento na web na terça-feira, organizado pelo “Wall Street Journal”. “Todos eles entendem no que investiram? Eu acho que não. Para essa longa cauda de investidores de varejo, não tenho certeza se eles entendem. Eles realmente não veem isso como um investimento financeiro.”

O BoE está na vanguarda dos pedidos por uma estrutura global que supervisiona as moedas digitais, observando que o mercado de US$ 1,7 trilhão agora é maior do que o mercado de hipotecas subprime quando sacudiu os mercados globais em 2008.

Até agora, ele disse que a volatilidade nos mercados de moeda digital não se espalhou para o sistema financeiro mais amplo porque as ligações entre os dois ainda não estão totalmente desenvolvidas. No entanto, esses riscos estão crescendo.

“Não há valor intrínseco em torno dos criptoativos”, disse Cunliffe. “Eles se movem com sentimento. Eles estão sendo movidos principalmente como um ativo de risco, e os preços estão caindo de forma bastante consistente.”

Cunliffe disse que as regras devem corresponder ao uso dos ativos digitais. Os vendidos como forma de fazer pagamentos devem oferecer estabilidade e confiabilidade do dinheiro, enquanto os oferecidos como investimento especulativo podem ser regulamentados como “jogos de azar”.

Os consumidores, disse ele, devem ter cuidado com a quantidade de criptomoedas que incluem nos fundos de pensão pessoais, tratando-a como um título arriscado.

“Você pode perder todo o seu dinheiro. Você poderia fazer um ganho de capital considerável. É importante que os investidores entendam as características desse investimento.”

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 18h49
Ibovespa fecha semana em baixa de 1,15%; dólar alcança maior valor desde fevereiro e sobe 2,13% na semana

Moeda americana voltou a superar R$ 5,25 e tem 4ª semana consecutiva de alta frente ao real

Papo de Finanças Publicado em 24.jun.2022 às 17h04 Duração 8 min.
Como ter segurança nos investimentos?

Você está se sentindo aflita com tanta instabilidade na economia? Nina Silva explica o que fazer em momentos tão tensos

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 16h21
Americanos buscam ações defensivas com medo da recessão

Investidores monitoram o Fed, que quer derrotar a inflação a qualquer custo

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 14h46
Ataque hacker leva US$ 100 milhões em criptomoedas

Furto aconteceu na Horizon, ponte blockchain de finanças descentralizadas

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h57
Dólar apresenta volatilidade e bate R$ 5,27 na máxima

Moeda americana opera sem uma tendência definida

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h53
Inflação e baixa renda inibem recuperação do consumo no Brasil

Indicador da FGV mostrou uma melhora da confiança entre as faixas de maior poder aquisitivo

JOTA Publicado em 24.jun.2022 às 12h39
Projeto transforma créditos de ICMS em ativos virtuais para negociação

Proposta tenta incentivar as exportações no país; especialista afirma que projeto é importante, mas ainda imaturo

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 11h46