Ibovespa fecha em alta de 1,22% com valorização das commodities; dólar cai 0,14%, a R$ 5,05

O principal índice da Bolsa enfileirou a quarta sessão consecutiva de ganhos

B3, a Bolsa de Valores de São Paulo
B3, a Bolsa de Valores de São Paulo (Foto: Patricia Monteiro/Bloomberg/Reprodução O Globo)

A principal referência da bolsa local encerrou o pregão de hoje em alta de 1,22%, aos 108.232,74 pontos, impulsionada pelos ganhos em papéis ligados a commodities e também pelo alívio no mercado de renda fixa. As taxas de juros se ajustaram em baixa após comentários de autoridades do Banco Central.

Assim, o Ibovespa enfileirou a quarta sessão consecutiva de ganhos. Nas máximas do dia, o índice alcançou 108.795 pontos, em valorização de 1,74%. O volume negociado dentro do Ibovespa foi de R$ 18,57 bilhões, bem abaixo da média diária anual de R$ 23 bilhões.

Dólar

Depois de uma sessão volátil, o dólar firmou-se no campo negativo durante a tarde e fechou o dia em queda de 0,14%, a R$ 5,05. O movimento acompanhou o enfraquecimento da moeda americana no mercado externo, ao mesmo tempo que se beneficiou dos ganhos em commodities.

Na mínima do dia, o dólar chegou a R$ 5,0314. Já por volta das 17h15, o dólar futuro para junho recuava 0,19%, a R$ 5,0795. Lá fora, o índice DXY, que mede o desempenho do dólar contra uma cesta de seis moedas principais, recuava 0,31%, aos 104,24 pontos.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 18h11
NY: Bolsas fecham em alta e quebram sequencia de três semanas de perdas; Nasdaq acumula alta de 7,5%

Ainda que o medo por uma recessão continue presente, o temor vem sendo calibrado, com analistas enxergando exagero nas projeções

Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 18h49
Ibovespa fecha semana em baixa de 1,15%; dólar alcança maior valor desde fevereiro e sobe 2,13% na semana

Moeda americana voltou a superar R$ 5,25 e tem 4ª semana consecutiva de alta frente ao real

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 16h21
Americanos buscam ações defensivas com medo da recessão

Investidores monitoram o Fed, que quer derrotar a inflação a qualquer custo

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h57
Dólar apresenta volatilidade e bate R$ 5,27 na máxima

Moeda americana opera sem uma tendência definida

Redação IF Atualizado em 23.jun.2022 às 16h27
Carteira recomendada Itaú: sai Banco do Brasil entra Bradesco

Banco faz parte das recomendações de duas carteiras: Top 5 e a de Dividendos

Redação IF Atualizado em 23.jun.2022 às 19h23
‘Timing’ para estreia na Nasdaq foi excelente, diz CEO do Inter; ações fecham em forte queda em NY

O primeiro dia foi negativo para os ativos, fechando com uma forte baixa de 12,56%, a US$ 3,48