Futuros de ações dos EUA operam em alta após S&P 500 atingir nível de ‘Bear market’

Os futuros de ações nos EUA apontam para uma abertura ligeiramente alta em Wall Street nesta terça-feira

Nasdaq: mercado de ações automatizado, em Nova York, onde estão listadas mais de 2 800 ações de diferentes empresas
Bolsa eletrônica Nasdaq, em Nova York, EUA

Os futuros de ações dos EUA apontam para uma abertura ligeiramente alta em Wall Street nesta terça-feira, depois que o S&P 500 atingiu o nível de ‘Bear market’ por temores de que a inflação em escalada levará a aumentos mais agressivos das taxas do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

As criptomoedas continuaram caindo, com o bitcoin operando abaixo de US$ 23.000, já que os investidores despejaram suas participações mais especulativas.

Todos os olhos esta semana estarão na decisão do Fed sobre a taxa de juros na quarta-feira, com as autoridades considerando um aumento de 0,75 ponto percentual maior que o esperado.

Às 8h, os futuros atrelados ao S&P 500 subiam 0,3% depois que o índice caiu 3,9% na segunda-feira. Os futuros do Nasdaq-100, que reúne 100 das maiores empresas não financeiras, subiam 0,6%, sugerindo um aumento moderado nas ações de tecnologia após o sino de abertura. Os futuros do Dow Jones subiam 0,2% nesta manhã.

As ações globais ficaram sob pressão nas últimas semanas, devido a preocupações de que os principais bancos centrais do mundo tenham que agir de forma mais agressiva para combater a inflação. A última divulgação de dados sobre preços ao consumidor nos EUA, na sexta-feira, alimentou ainda mais esses temores, pois subiu em relação ao mês anterior para 8,6% e atingiu o nível mais alto em mais de quatro décadas. O S&P 500 caiu nos últimos quatro pregões consecutivos, perdendo mais de 10%. O índice caiu quase 22% em relação ao seu último recorde.

O Fed deve divulgar uma decisão de política monetária nesta quarta-feira, após uma reunião de dois dias cujo inicio é hoje. O mercado considera um aumento de 0,75 ponto percentual na taxa de juros.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 18h11
NY: Bolsas fecham em alta e quebram sequencia de três semanas de perdas; Nasdaq acumula alta de 7,5%

Ainda que o medo por uma recessão continue presente, o temor vem sendo calibrado, com analistas enxergando exagero nas projeções

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 16h21
Americanos buscam ações defensivas com medo da recessão

Investidores monitoram o Fed, que quer derrotar a inflação a qualquer custo

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h57
Dólar apresenta volatilidade e bate R$ 5,27 na máxima

Moeda americana opera sem uma tendência definida

Redação IF Atualizado em 23.jun.2022 às 16h27
Carteira recomendada Itaú: sai Banco do Brasil entra Bradesco

Banco faz parte das recomendações de duas carteiras: Top 5 e a de Dividendos

Redação IF Publicado em 23.jun.2022 às 15h19
Seca de IPOs brasileiros traz 1º semestre mais fraco desde 2016

Nenhuma empresa brasileira abriu capital neste ano até dia 20 de junho, contra 29 transações que levantaram US$ 6,9 bilhões no mesmo período no ano passado

Redação IF Atualizado em 23.jun.2022 às 19h23
‘Timing’ para estreia na Nasdaq foi excelente, diz CEO do Inter; ações fecham em forte queda em NY

O primeiro dia foi negativo para os ativos, fechando com uma forte baixa de 12,56%, a US$ 3,48