Dólar fecha em alta após declarações do chefe do banco central dos Estados Unidos

Nesta terça-feira (30), a moeda norte-americana subiu 0,48%, a R$ 5,6372. Em novembro, acumulou leve recuo de 0,18%.

Dólar teve forte queda nesta terça (Foto: Pixabay)

O dólar fechou em alta nesta terça-feira (30), acompanhando o rali global da moeda norte-americana após o chefe do banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell, fazer declarações que indicaram aceleração do aperto monetário, o que fortaleceu no mercado expectativas de altas antecipadas de juros por lá.

A moeda norte-americana subiu 0,48%, vendida a R$ 5,6372. Veja mais cotações.

Na segunda-feira, o dólar fechou em alta de 0,28%, a R$ 5,6102. Com o resultado desta terça, acumulou leve recuo de 0,18% em novembro e tem alta de 8,68% no ano.

Diante da ameaça potencial representada pela nova cepa do novo coronavírus e um possível impacto deflacionista de eventuais novas medidas de restrição, parte relevante dos mercados financeiros passou a crer que o Fed poderia ter que atrasar o plano de retirar os estímulos da economia.

Powell, no entanto, frustrou tais expectativas. Em depoimento ao Senado americano, afirmou que a ameaça de inflação persistentemente alta cresceu e que este é “um bom momento” para o Fed aposentar o termo ‘transitório’ de sua comunicação. “Há evidências de problemas pandêmicos que mantém as pessoas longe do mercado de trabalho”, ponderando que isso significa uma recuperação mais lenta da participação na força de trabalho.

Powell disse ainda que pode ser adequado ao Fed discutir uma aceleração do ritmo de redução das compras de ativos (‘taper’). Ele também ponderou que, no momento, os riscos relativos à variante ômicron “ainda não foram incorporados às projeções”, o que levará algum tempo para ocorrer.

Powell evitou atribuir peso relevante à nova variante da Covid-19, chamada ômicron, preferindo se ater ao que é fato: a tracionada inflação e um cenário de atividade em recuperação.


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 16h01
Dólar comercial renova mínima com fraqueza da moeda no exterior

O movimento reflete o enfraquecimento da moeda americana frente outras divisas emergentes

Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 17h32
Dólar fecha em queda de 2,14%, a R$ 4,9419, com exterior positivo

A redução das medidas de restrição na China favoreceu a das commodities e beneficiou moedas de países exportadores

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 17h38
Em sessão volátil, dólar fecha em queda de 0,14%, a R$ 5,05

O movimento acompanhou o enfraquecimento da moeda americana no mercado externo